LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 26 de maio de 2009

Vox Populi também fez pesquisa sobre disputa na Bahia, diz Presidente do PT

Em primeira mão, o presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo, informa que a mesma pesquisa do instituto Vox Populi, que mostrou a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, entre 19% e 25% de intenção de votos para a Presidência da República, também avaliou o cenário de disputas na Bahia.

Encomendada pelo PT Nacional, a pesquisa confirmaria os últimos resultados do Datafolha. “A pontuação do governador Jaques Wagner varia de 39 a 43%, dependendo do cenário; quando diminui o número de adversários para 3 ou 2, ele passa 40, chegando a 43%”, revela o dirigente.

Segundo Jonas Paulo, o presidente nacional da legenda, Ricardo Berzoini, foi quem lhe passou os números, que mostram também o desempenho de prováveis candidatos no embate com o governador: “Num cenário polarizado com duas candidaturas, o candidato do demo chega próximo dos 30%; em outros cenários fica um pouco acima de 20%”, afirma.

O nome do ministro Geddel Vieira foi incluído na pesquisa, garante o petista. “Na maioria dos cenários ele pontua abaixo de dois dígitos”, diz Jonas Paulo, para quem “os resultados confirmam a tese do PT estadual de seguir trabalhando pela coesão da base que garanta a reeleição de Wagner e a vitória de nossa candidatura presidencial na Bahia”.

Jonas Paulo aproveitou a divulgação da Vox Populi para reafirmar que rejeita as especulações sobre terceiro mandato e plano B petista à sucessão do presidente Lula: “A pesquisa mostra a viabilidade político-eleitoral de nossa candidatura. Plano B para mim é bater a aliança demo-tucana em 2010 ainda no primeiro turno. Esse momento é de entusiasmo nas hostes petistas, com o crescimento da preferência popular pelo PT e de coroamento da popularidade de Lula”, disse.
http://www.ptbahia.org.br/novo/index.php

Nenhum comentário: