LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

domingo, 21 de março de 2010

GABAN E HERALDO ROCHA: O QUE ESTÁ POR TRÁS DAS “DENUNCIAS” DOS DEPUTADOS DO DEM?

ESTÁ EM CURSO UMA TENTATIVA DE APAGAR UMA VERDADEIRA “REVOLUÇÃO SILENCIOSA” NA SAÚDE PÚBLICA NA BAHIA, POSTA EM PRATICA PELO GOVERNO WAGNER.

Os deputados do DEM entraram com uma representação no Ministério Público Estadual contra o Secretário de Saúde do Estado, Dr. Jorge Solla, acusando-o de improbidade administrativa em função da Concorrência pública nº010/2008, que previa a gestão e ampliação em mais 100 leitos do Hospital Eladio Lassere.

A concorrência aconteceu, o Hospital foi ampliado em mais 100 leitos para a população e a empresa vencedora SM Assessoria Empresarial e Gestão Hospitalar vem empreendendo a administração.

QUAL O QUESTIONAMENTO?

Os deputados questionam a modalidade do edital que contem no mesmo texto a gestão e ampliação do hospital estrutura física e mobiliários necessários ao seu funcionamento.

Ora, a Concorrência Publica foi realizada sem contestação, de caráter nacional como exige a lei, publicada em jornais de circulação ampla, compareceram os licitantes e foi dada como vencedora uma empresa que apresentou melhores condições de proposta.

Tudo aberto e feito às claras. Uma modalidade de gestão e construção, juntas no mesmo edital com o único objetivo de prestar, o mais rápido possível, um serviço essencial à população, como está sendo efetivado com o Hospital ampliado e em funcionamento.

SOB O ARGUMENTO DE “MODALIDADE DIFERENTE” NA VERDADE OS DEPUTADOS PRETENDEM APAGAR AS AÇÕES DE SAÚDE EM ANDAMENTO.

A questão que está por trás da ação dos deputados é a necessidade do combate à verdadeira revolução silenciosa na saúde pública empreendida na Bahia, onde, em qualquer confronto, a população já visualiza a brutal diferença em relação ao governo Paulo Souto.

A nova modalidade de licitação objetivamente deu um Hospital ampliado em 100 leitos para o povo pobre que não tem planos de saúde.

Os deputados Gaban e Heraldo Rocha chegam a admitir (e questionam) que o Hospital foi ampliado em 100 novos leitos!

MAS A ESSÊNCIA DOS DEPUTADOS CHAMA-SE PAULO SOUTO.

O Ex governador que deixou a saúde pública na UTI, agravando as já difíceis condições de vida da população.

A saúde é uma das áreas onde o governo Wagner mais empreendeu mudanças estratégicas com resultados visíveis aos olhos da população.

MAS, O QUE GABAN E HERALDO TENTAM ESCONDER?

O ex governador PAULO SOUTO deixou uma divida de 205 milhões só na saúde. WAGNER já pagou todas as dividas;

PAULO SOUTO deixou os municípios, que tinha implantado o SAMU, sem receber os repasses por dois anos! WAGNER, já em 2007, pagou tudo e mais o ano vigente;

PAULO SOUTO deixou um déficit na aquisição de medicamentos básicos, de quase 40 milhões sem aplicação entre os anos de 2003 a 2006. com WAGNER todos os municípios passaram a receber recursos para o Programa de Saúde da Família e o abastecimento de medicamentos básicos passou a ser regular e com enorme ampliação dos quantitativos;

Mas GABAN E HERALDO querem esconder mais:

Com PAULO SOUTO a fila de espera para tratamento de hepatites equivalia a 1 ano e meio(!). WAGNER zerou a fila e 45 mil baianos recebem medicamentos de alto custo.

Com PAULO SOUTO a Bahia não cumpria as contrapartidas devidas na saúde, e se recusava na pratica a participar dos principais projetos do Governo Federal como SAMU e Farmácia Popular. WAGNER paga todas as contrapartidas estaduais e hoje a Bahia tem a segunda maior rede de Farmácia Popular e o SAMU atende a mais de 43% dos baianos;

Com PAULO SOUTO o interior do estado enfrentava uma epidemia de Sarampo. Com WAGNER, desde 2007 não ocorre um caso si quer da doença e a Bahia superou todas as metas de vacinação;

E os prestadores de serviços e o PLANSERV com PAULO SOUTO? Pagamentos atrasados, PLANSERV todo ano em agosto/setembro sem recursos, hospitais tomando empréstimos. Com WAGNER todas as dividas pagas, cobertura ampliada e hoje os serviços de saúde privados disputam para serem credenciados;

Convênios outros? Existiam cerca de 200 com PAULO SOUTO, todos atrasados. WAGNER pagou todos.

A REDE HOSPITALAR: MOTIVO MAIS FORTE DA AGONIA DOS DEPUTADOS:

Com PAULO SOUTO a rede toda sucateada, com a estrutura física de quase todos os hospitais completamente degradada, sem equipamentos essenciais e com os existentes sem contratos de manutenção e absoluta falta de pessoal.

Com WAGNER:

Iniciou-se a maior ampliação da rede pública de serviços de saúde de TODA HISTORIA DA BAHIA.

• Até final de 2010, serão mais de 400 novos postos de saúde,
• 45 unidades de pronto atendimento 24 horas,

• 5 novos hospitais regionais, mais de 1.100 novos leitos nos hospitais estaduais.

• Hospital da PM reaberto por Wagner,
• Reforma completa do HGE, com todas as enfermarias recuperadas, elevadores e mobiliário trocados, assinatura de contratos de manutenção e a AQUISIÇÃO DE MODERNOS EQUIPAMENTOS,

Com PAULO SOUTO grande carência de oferta de leitos hospitalares de maior complexidade, em especial leitos de UTI, com vários fechados por falta de equipamentos ou pessoal. Serviço de Neurocirurgia e unidades de alta complexidade para tratamento de câncer só em Itabuna e Salvador.
Com WAGNER aumento de 40% de leitos de UTI, serviços de alta complexidade em neurocirurgia, oncologia, hemodiálise e cardiologia implantados nos pólos regionais de Conquista, Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Juazeiro e Barreiras.
Frota renovada com mais de 300 veículos inclusive ambulâncias, e UTIs móveis para os hospitais estaduais.

Com PAULO SOUTO os bancos de sangue construídos em 2003 nunca funcionaram e fecharam os de Juazeiro, Senhor do Bonfim e SEABRA.
Com WAGNER todos que estavam fechados estão funcionando e está construindo novos.

E PESSOAL?

COM PAULO SOUTO uma única empresa, há 10 anos, com o monopólio de contração de médicos, concurso publico nem pensar e fez um concurso de outras categorias de saúde em 2005 e nunca chamou.
Com WAGNER mais de 11 mil novos postos de trabalho foram contratados para os hospitais estaduais, 2500 concursados e em breve sai o resultado de outro concurso.

Com PAULO SOUTO empresas de conservação, alimentação e vigilância envolvidas em escândalos apurados pela Policia Federal.
Com WAGNER as envolvidas foram afastadas, novas contratadas com maior produção e menor preço.

Com PAULO SOUTO ausência de informatização na rede hospitalar e na secretaria.
Com WAGNER aquisição de equipamentos de informática e transparência de informações via internet,

Com PAULO SOUTO mais de 4 mil servidores sem receber a insalubridade, distorções na remuneração. Com WAGNER novo plano de carreira, cargos e vencimentos, mais de 1000 profissionais de saúde fazendo cursos de especialização.

Foi um pouco longo, mas é esta a essência das ações desenvolvidas pelos deputados do DEM, Gaban e Heraldo Rocha.

OBS: Recebido por e-mail.
.

Nenhum comentário: