LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Jornada de Formação Política reúne militantes e lideranças em Vitória da Conquista



Militantes e lideranças de diversos municípios da Bahia participaram, nos dias 22 e 23 de maio, em Vitória da Conquista, da 1ª Jornada Nacional de Formação Política do PT. A história e as perspectivas futuras do partido estiveram em pauta na atividade, que teve como facilitador o membro da Escola Nacional de Formação Política, Gabriel Medina.

A etapa estadual, organizada pela Secretaria de Formação, teve como intuito formar multiplicadores para organizar as etapas posteriores. “As diversas etapas de formação possibilitam que a Escola Nacional tenha vida em todo território nacional. É uma forma de fazer dos diretórios espaços de produção política e cultural capaz de reanimar a militância do PT para a construção das lutas sociais”, afirma Medina.

Para o prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, a atividade é fundamental. “Os militantes têm que saber dos grandes rumos e seu papel histórico, defende Menezes.”]Presente na atividade, o presidente estadual do partido, Jonas Paulo, afirmou que a jornada possibilita que a militância se prepare para o enfretamento, além de capacitar as direções regionais, descentralizando o partido. "2011 será o ano da regionalização do PT, completou Jonas."

Os militantes serão multiplicadores, responsáveis por organizar a próxima etapa da formação, que ocorrerá nos diversos Territórios da Bahia. Durante o encontro, foi definida a criação de núcleos – pedagógico e de mobilização. Será apresentado, em 20 dias, uma proposta de programa para a formação, tendo como base as orientações nacionais.

Participaram da atividade o presidente estadual do PT Bahia, Jonas Paulo, o secretário de formação, Murilo Brito, o secretário estadual de juventude, Gabriel Oliveira, o prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes; o membro da executiva estadual e ex-presidente do PT Bahia, Marcelino Gallo, o Líder do PT na Câmara de Vitória da Conquista, Ademir Abreu, e diversas lideranças.




Secom/PT Bahia

Nenhum comentário: