LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 22 de junho de 2010

Dunga errado,como sempre.Manchete do jornalão,pior. A Fifa em silêncio,Ricardo Teixeira se omitindo, a Organização trabalhando como sempre,no escuro.

(Isso tudo porque a Globo, a Brahma e Ricardo Teixeira já haviam combinado. E haja "bola" para essa turma! - É isso aí Dunga, tem todo o meu apoio. Elinalva)

terça-feira, 22 de junho de 2010 | 14:01

Na Primeira, o jornalão saiu assim: “CBF teme que Fifa puna Dunga por palavrões”. (Ha!Ha!Ha!) O palavrão não pode ser escrito em lugar algum, principalmente numa entrevista coletiva para o mundo. Ponto contra Dunga.

A CBF não TEME que a Fifa puna Dunga por causa dos palavrões ou por qualquer outra coisa. A Fifa pode até intervir no episódio, mas que não passará de multa ou advertência, insignificantes. Imaginem a Fifa suspendendo Dunga? O Brasil ficando sem técnico e perdendo a Copa, o mundo despencaria. Ponto contra a CBF.

A Fifa não recebe nota pelo fato: não manifestou sua posição. Falaram por ela, se vier a público, receberá nota CONTRA ou a FAVOR.

Ricardo Teixeira é o único que leva nota ZERO e CONTRA, antes de começar o comentário. Como a situação entre Dunga e jornalistas, é explosiva, o chefão (poderoso?) está há 12 dias na África do Sul, e só foi à concentração uma vez. Não quer interferir com Dunga de jeito algum.

A TV Globo, que vinha (bem antes da Copa) “endurecendo” com Dunga, em determinado momento (ainda antes da viagem para a Copa) passou a ordem geral: “Todo cuidado com Dunga, ninguém pode atacá-lo ou provocá-lo”.
Surpresa total, mas ordem é ordem, a Organização Globo não tem o menor respeito pela Primeira Emenda, e Liberdade de Imprensa, então, só quando for a favor.

Dunga ficou absoluto, e avançou por um terreno minado, que acreditava dominado. O episódio dos palavrões contra o repórter Alex Escobar, inimaginável. Escobar é excelente profissional, e como pessoa, admirável e dos mais respeitáveis.

Só que os fatos ainda iriam se agravar e muito mais seriamente. Chocante o palavrão (vários, inclusive chamando o repórter de BABACA, o único publicável), mas atingia apenas um jornalista e não um representante do alto escalão da Organização.

Este procurou Dunga e disse textualmente: “Vim encontrá-lo para fazer uma entrevista EXCLUSIVA para a TV Globo”. Resposta-explicação de Dunga, que no caso tem meu apoio: “Aqui não existem privilégios nem entrevistas exclusivas, só coletivas”.

Surpreendido de ver seu PODER contestado, o representante exagerou, respondendo; “Eu tenho ordem do Ricardo Teixeira e da Globo”. O treinador encerrou o assunto sem resposta, virando as costas e indo embora. A chefia da Globo, quando soube do fato ficou estarrecida.

***

PS – Ricardo Teixeira, comunicado, não tomou nenhuma providência, não participou. Telefonou para o seu “assessor de bastidores” (dito de imprensa, Ha!Ha!Ha!), ordenou: “Resolva”. Não queria entrar em choque com a Globo e com a Fifa.

PS2 – Com Dunga, sabia que não pode fazer nada. Se o fato ocorresse, digamos, seis meses antes, o treinador seria demitido. Mas como substituir um treinador em plena Copa, expondo ou condenando a seleção à derrota? Seria linchado em praça pública e muito justamente.

PS3 – Ontem, já demos uma parte destes fatos, que hoje completamos. Pretendíamos preservar a seleção, que representa multidões de brasileiros. E também a internet é isto, muita gente já reproduziu ou pediu autorização para reproduzir, estão autorizados.

PS4 – Quando terminava esta matéria, recebo a correspondência que transcrevo a seguir:

“Prezado Hélio Fernandes, não tenho simpatia nenhuma pelo Dunga, nem como técnico e muito menos como pessoa, mas a partir do trecho abaixo, extraído do UOL, o cara ganhou ponto comigo:
Dunga 1 x 0 Globo/Ricardo Teixeira
“O UOL Esporte apurou que a Globo negociou diretamente com Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), entrevistas exclusivas com três jogadores da seleção, entre os quais Luis Fabiano. As entrevistas iriam ser exibidas durante o programa “Fantástico”, no domingo, horas depois da partida contra Costa do Marfim, vencida pelo Brasil por 3 a 1. Dunga vetou o acerto.”
Marcio Morato
http://www.tribunadaimprensa.com.br/

Nenhum comentário: