LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sábado, 24 de julho de 2010

Manchete do Jornal do Brasil (e a lógica) desmentem manchete da Folha

Neste sábado, 24, a manchete da Folha é “Serra e Dilma mantêm empate a 25 dias da TV”. A manchete do Jornal do Brasil é “Vox Populi: 8 pontos de vantagem para Dilma”. É muito suspeito que a pesquisa Datafolha tenha encontrado um “empate técnico” entre Dilma 36% e Serra 37%.

Muito estranho porque o resultado de “empate técnico” não corresponde ao resultado da modalidade espontânea, na qual Dilma com 21% está à frente de Serra com 16%. E olhe que a pesquisa espontânea tem muita importância para os marqueteiros, mais até que a pesquisa induzida com nomes no cartão.

Mais estranho ainda porque Serra tem maior rejeição. Os que não votariam de jeito nenhum em Serra chegam a 26%, e os que não votariam de jeito nenhum em Dilma estão em 19%.

Este resultado do Datafolha está cheirando negociata para gerar manchete favorável a Serra.

A essa altura, manchete que dá “empate técnico” é favorável ao tucano.

Nenhum comentário: