LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Caverna do Ostracismo: FHC recebe novos moradores

04/10/2010


Os udenistas adaptaram-se muito rápido à nova casa.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, participou hoje da recepção promovida pelo ex-sábio FHC aos novos moradores da Caverna do Ostracismo, fundos, em Higienópolis, S. Paulo. Alguns dos mais importantes líderes da UDN foram agraciados pela população dos seus estados com uma merecida aposentadoria a ser curtida no aprazível valhacouto udenista gerenciado pelo ex-pensador FHC e seu cozinheiro Caetano.

O Presidente de Nascença compareceu ao evento, mas ainda não se mudou para seus novos aposentos na Caverna do Ostracismo. Sua mudança está prevista para o dia 31 de outubro.

A imagem de Pai ACM é cultuada por todos os moradores da Caverna do Ostracismo.

A elegante hospedaria estava engalonada para a pungente recepcão a seus novos moradores. O anfitrião, o ex-intelectual FHC, saudou os novos moradores com um belo discurso sobre as realizações do seu governo e sobre a reforma da Caverna dos Ostracismo, gerenciada pelo Maior do Brasileiros. Em seu douto pronunciamento, o ex-gênio FHC informou que os aposentos do Presidente de Nascença já estão quase prontos e até o final do mês as obras estarão concluídas.

Entre os novos residentes da Caverna do Ostracismo, fundos, estão grandes heróis da UDN em vários estados. Com seus elevados talentos, irão transformar a Caverna do Ostracismo em uma elegante e animada confraria conspiratória.

Os novos moradores chegaram no jatinho de Tasso Jereissati, que terá aposentos luxuosos na caverna, com direito a hangar para seu aviãozinho.

O filósofo Heráclito trocou o jatinho de Daniel Mendes por um bucólico laguinho na Caverna do Ostracismo.

Um laguinho foi construído para abrigar o batráquio abovinado e filósofo Heráclito de Teresina (PFL-PI). Outro piauiense ilustre que vai residir na Caverna do Ostracismo, fundos será o ex-cirurgião eleitoral Mão Santa (PI), que assumirá o departamento médico do valhacouto. Outro médico ilustre, Walter Feldman (PSDB-SP), assumirá o departamento esportivo da caverna.

O ex-mapa do Chile, Marco Maciel, recebeu um aposento de honra em um cabide especialmente confeccionado para ele.

Seu conterrâneo Raul Jungmann recebeu um belo dormitório decorado com um mapa de Honduras e posteres com fotos de manifestantes do MST sendo expulsos de fazendas ocupadas.

A cleptotucana Yeda Crusius ganhou um belo quarto, mas combina melhor com as gaiolas.

O ex-governador do RS Germando Rigotto ficará responsável pelo departamento de comunicação da Caverna do Ostracismo, assumindo as tarefas de perseguição a jornalistas em nome dos moradores. Outro gaúcho a se instalar no esconderijo será Zé Fogaça.

Sua conterrânea dileta, a cleptogovernadora Ymelda Cruzes (P$DB-RS), contará com instalações providas de fino mobiliário, confortáveis pufes e lençóis de linho e seda, um dos pontos altos das novas instalações. Vizinhos a seus aposentos ficarão os cômodos destinados à inesquecível vice do Presidente Zezinho em 2002, sra. Rita Camata, já aclamada Musa da Caverna do Ostracismo.

Outro que abrilhantará as tertúlias na Caverna do Ostracismo, fundos, será o poeta romano Virgílius, que conta em seus aposentos com um boneco tipo João-Bobo do usurpador do planalto, para praticar seus exercícios de box.

A araponga Itagiba finalmente vai para a gaiola.


Do Rio de Janeiro chegaram alguns hóspedes ilustres: além do brilhante estrategista César Maia, também passará a viver na Caverna do Ostracismo, fundos, Itagiba (PSDB-RJ), a araponga de estimação do pres. Zezinho. O pássaro xereta (Canalhus itagibus) viverá em uma confortável gaiola ao lado dos aposentos que serão ocupados pelo Mais Perfeito dos Homens Públicos a partir de 31 de outubro.

Seus companheiros de gaiola serão Gabeira, um tucano verde procedente de Ipanema, e Fruet, uma gralha azul vinda do Paraná. Outra gralha que terá aposentos na Caverna do Ostracismo, fundos, é Heloísa Helena, uma gralha em extinção vinda de Alagoas.

O reino animal também será representado por Zulaiê (Crotalus terrificus), uma velha cobra da UDN paulista, que já arrumou um buraco para se esconder na caverna.

O ex-senador por Mato Grosso, Antero Paes de Barros, também se estabelecerá na Caverna do Ostracismo, a menos que o pres. Zezinho continue arranjando para ele umas sinecuras nas estatais paulistas para ajudar a pagar o aluguel e os advogados.

Zulaiê é um dos bichos de estimação preferidos dos moradores da Caverna do Ostracismo.

Sergipe terá dois novos moradores na Caverna do Ostracismo: João Alves e o importante ex-líder usineiro Albano Franco. Também a Paraíba terá sua colônia na toca udenista, com o senhor feudal Cássio Cunha Lima e o médium Efraim Morais, que será responsável pelos contatos com os fantasmas da Caverna do Ostracismo.

Mostrando o peso da Locomotiva da Nação, a UDN de S. Paulo deverá enviar alguns dos seus melhores quadros para abrilhantar a Caverna do Ostracismo. O deputado-laranja, Arnaldo Madeira, e outros combativos deputados: o líder Pannunzio e o executivo da auto-gestão prisional, sr. Ney Santos.

QUADRILHA: UDN fez uma festa junina para comemorar a chegada dos novos moradores da Caverna do Ostracismo.

A Bahia também deu uma grande contribuição a esta nova fase da Caverna do Ostracismo, fundos. Farão companhia ao antigo compositor baiano, Caetano: Cesar Borges, Paulo Souto e José Carlos Aleluia. Os três são udenistas com ampla capivara de serviços prestados ao falecido dono da Bahia, que morreu sem deixar herdeiros válidos.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho adiou a ida dele para a tal caverna pra não ter que ajudar na arrumação da mudança. Daqui a um mês, quando já tiver tudo limpinho e arrumadinho, ele se muda pra lá…

Nenhum comentário: