LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Paulo Pretto, que fugiu com R$ 4 milhões, seria o Ministro da Fazenda de Serra

Por que Aloysio Nunes se retirou, sorrateiramente, do debate da BAND quando Dilma Rousseff (PT) pediu esclarecimentos a Serra sobre o tal Paulo Pretto?

Porque Paulo Pretto, o homem que fugiu com R$ 4 milhões doados pelo empresariado paulista para a campanha de Serra (PSDB) era o indicado por Aloysio Nunes para ser o Ministro da Fazenda de Serra. Eles são unha e carne.

O roubo dos R$ 4 milhões já foi assunto da revista Veja e da IstoÉ. A coisa é tão feia que o agora senador eleito do PSDB, Aloysio Nunes, foi retirado pelas portas dos fundos da BAND.

Paulo Vieira Souza, vulgo Paulo Pretto, foi diretor de engenharia da Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa). Ele era o responsável direto por grande parte das obras viárias do governo de São Paulo. Chamado de "homem-bomba do PSDB" pelo próprio PIG.

Como é que Dilma sabia que Paulo Pretto seria meu Ministro da Fazenda? Devia se perguntar o candidato Serra. Daí ele ter ficado visivelmente perturbado, desnorteado, nocauteado.

O Brasil ficaria de quatro nas mãos de Paulo Pretto. Serra ficou calado no debate, e não respondeu a Dilma Rousseff. Devia estar maldizendo o aloprado do Aloysio Nunes.

O problema continua insolúvel. Onde estão os R$ 4 milhões roubados por Paulo Pretto? Afinal, ele foi apresentado aos empresários paulistas por Aloysio Nunes. Era o arrecadador.

O Ministério Público precisa investigar esse escândalo. Quem garante que os R$ 4 milhões eram mesmo dinheiro de empresários? E se não for? E se for dinheiro público?

Acho pertinente a dúvida.

http://bahiadefato.blogspot.com/2010/10/paulo-pretto-que-fugiu-com-r-4-milhoes.html

Nenhum comentário: