LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Os 13 gols contra o torcedor


Um dos campos de batalha pela cidadania e liberdade com pluralidade de expressão que as vezes nos passa desapercebido é o do futebol. Obviamente que não me refiro ao que acontece dentro das quatro linhas, e sim fora delas.

A começar pelo Campeonato Brasileiro exibido pela TV aberta. Findo o último ano de contrato entre as partes, o Clube dos 13 (associação dos 13 grandes clubes de futebol) abriu uma concorrência para ceder os direitos de transmissão dos jogos para 2012/2016 à emissora que apresentasse a melhor proposta financeira. Era para ser um processo limpo e transparente. Mas a Globo – que desde a sua fundação a serviço dos militares golpistas de 64 nunca precisou jogar limpo – usou do velho ensinamento chinês na arte da guerra para renovar sua exclusividade: dividir o inimigo para enfraquecê-lo e criar discórdia entre seus exércitos. Quem pode vencer a Globo nesta briga? Flamengo ou Corinthians – que são as maiores torcidas do Brasil? Só se acontecesse um milagre e ambas as torcidas resolvessem não dar mais 1 pontinho sequer de audiência à emissora dos Marinho – o que é uma utopia desvairada.

A Globo fatiou o Clube dos 13 em 13 fatias e comeu, silenciosamente, uma a uma. Sobrou o osso, a diretoria falando sozinha, devidamente chutada à linha de fundo. Faz sentido. Há décadas que os clubes são dirigidos por mulas ambulantes que só enxergam cifrões e vivem do comércio e exportação de jogadores. Camisa? Torcida? Se lixam. Topam qualquer negócio que lhes retorne algum benefício financeiro.

Como naquelas corridas de cães, onde os animais tentam alcançar um pedaço de linguiça, os dirigentes dos 13 foram encoleirados um a um pela Globo. Mas antes de verem a cor do dinheiro e antes do apito do juiz, todos nós passaremos mais quatro anos aguardando o fim da novela antes de cada jogo (inclusive a TV Bandeirantes que subloca o sinal da Globo). Danem-se os torcedores que deveriam ser os mais respeitados porque são a alma do futebol e, ao contrário disso, são obrigados a chegar em casa de madrugada depois de desembolsarem mais de 10% de um salário mínimo para verem seu time do coração. Este é o lado mais cruel e desumano da história. Em outras épocas, o torcedor era a majestade. Hoje, se desaparecesse dos estádios, bastaria um truque de computação gráfica para que ressurgisse fictício e animado. Read more…

Nenhum comentário: