LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 31 de maio de 2011

Em Homenagem a Euclides Neto, Marcelino Galo apresenta PL que institui o Dia Estadual pela Reforma Agrária

O Diário Oficial do Estado da Bahia publicou nesta terça-feira (31), o Projeto de Lei (PL) nº 19.194/2011, proposto pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT), que dispõe sobre a instituição do Dia Estadual pela Reforma Agrária Euclides José Teixeira Neto, e que será comemorado anualmente em 5 de abril. "Esse projeto nada mais é do que uma justa homenagem aos trabalhadores rurais sem terra e a quem sempre lutou pelos seus direitos, muitos, inclusive, que tombaram nas trincheiras de lutas por um país mais fraterno", assegura Galo.

 

A escolha da data teve por objetivo manter vivo na memória o dia 5 de abril de 2000, data em que, aos 74 anos, faleceu Euclides Neto, figura extremamente importante para a Reforma Agrária, dirigente da primeira Secretaria de Reforma Agrária no Brasil, no governo de Waldir Pires, e que sempre esteve ao lado dos trabalhadores, lutando para a efetivação dos seus direitos e pela Reforma Agrária e Desenvolvimento do Campo.

 

O projeto, que já está tramitando na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), será encaminhado às comissões de Constituição e Justiça, Educação, Cultura, Ciência e tecnologia e Serviço Público, Agricultura e Política Rural e Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle para análise e seguirá, posteriormente, para a aprovação pelos parlamentares.

Nenhum comentário: