LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 21 de junho de 2011

Marcelino Galo participa de encontro dos presidentes do PT Nordeste

Marcelino Galo participa de encontro dos presidentes do PT Nordeste

 

O Fórum dos presidentes do Partido dos Trabalhadores (PT) do Nordeste, no qual participaram o diretório nacional da sigla e a Fundação Perseu Abramo (FPA), na última sexta e no sábado (17 e 18), em Recife, Pernambuco, contou com a presença do deputado estadual baiano, Marcelino Galo (PT). O parlamentar comentou a importância do encontro e avaliou o fortalecimento e unificação do PT no Nordeste para que ganhe a devida importância no cenário político nacional, de forma que possa contribuir para os rumos de desenvolvimento no Brasil.

 

"Esse evento foi importante na medida em que os governadores, prefeitos, vereadores e dirigentes do PT regional e nacional participaram e debateram, por exemplo, os resultados das eleições do nordeste, que assim como no Brasil, saiu vitorioso", afirma Galo que ainda destaca a reeleição dos governadores da Bahia e de Sergipe; dos senadores nos estados de Pernambuco, Ceará, Bahia e Piauí.

 

O PT ainda elegeu a maior bancada federal para apoiar o governo Dilma no Nordeste, forma 26 parlamentares, sem falar nos 42 parlamentares estaduais eleitos. "É preciso destacar também que o projeto nacional teve no nordeste uma vitória decisiva - dos 12 milhões de votos de frente obtidos por Dilma no Brasil, 10 milhões foram da região nordeste", salienta.

 

A reunião dos políticos petistas começou com o seminário "Brasil hoje e suas perspectivas", que discutiu a inserção da região Nordeste no contexto das políticas estruturadoras do governo federal.  O evento foi aberto pelo presidente do PT de Pernambuco, o deputado federal Pedro Eugênio. Ao final do evento, os participantes redigiram uma carta onde sintetizam prioridades e objetivos futuros do partido na região.

 

Ascom do Galo

71 31157253



Nenhum comentário: