LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Associação Comunitária Rádio Livre e Ponto de Cultura Adilson Duarte presentes de “Amigos” de Ipiaú



Hoje cheguei, mas Zé Gomes a Rádio Livre para a apresentação do programa “Canal do Povo” e tive uma surpresa muito agradável. Lá estavam jovens da periferia do bairro da Subestação, céleres mexendo em computadores, demonstrando a alegria dos que recebem um presente.
Era realmente um presente, novo, pois estavam, ali, sendo inseridos no mundo fantástico da informática. O mestre que os instruía era o jovem Alexandre Lira, com o seu jeito manso e paternal transmitia o ensinamento com a convicção de que os frutos seriam brotados com rapidez dos sedentos alunos.O mergulho no mundo da informática é um fascínio encantador. Não há uma só pessoa que não procure, pelo menos, uma investida na nova ciência e nos seus encantos.

Alexandre produzia, nas explanações, uma maneira de despertar mais e mais a curiosidade e levar aos alunos o gosto e a procura pelos segredos desse aprendizado. Mais uma descoberta.
Todo o sucesso desse curso vem do desprendimento de pessoas que buscam o brilho para os necessitados de saber. Assim sendo, a Associação Comunitária Rádio Livre e o Ponto de Cultura Adilson Duarte buscaram o material necessário para oferecer o curso sem custos para os alunos.

Tudo vem da luta do que deu o nome ao Ponto de Cultura, como deu vida a Associação mantenedora da Rádio. A luta e coragem de investimento de Adilson Duarte fazeram hoje, a ideia ser a realidade. Tudo bem. Mas, o que seria da ideia se com o infortúnio de Ipiaú com a perda de Adilson o PT de Ipiaú não tivesse um presidente sensível e corajoso com Orlando Santos para a ideia não morrer no nascimento.

São gestos simples sem alarde, sem fanfarronice que engrandecem as obras e os homens, e Ipiaú tem a oportunidade de colher do Ponto de Cultura e da Associação Comunitária Rádio Livre o gesto mais puro do pensamento e vida dos altruístas.

Augusto Saraiva
Radialista – DRT 943

Nenhum comentário: