LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Brasil rompe bloqueio dos EUA a Cuba e financia Porto de Mariel

Na prática, o Brasil soberano rompe o bloqueio imposto a Cuba pelo imperialismo dos EUA. O jornalista Beto Almeida, membro da Junta Diretiva da Telesur, sobre o assunto publica excelente artigo na Agência Carta Maior com o título “Cuba-Brasil, 25 anos do reatamento”. A ruptura veio com o golpe militar de 1964. Há um novo cenário político em Cuba. O Brasil aprofunda nossas relações.

Com financiamento do BNDES, constrói-se o Porto de Mariel, decisivo no fortalecimento econômico de Cuba. Será o maior porto do Caribe. Em outro projeto, Brasil e Cuba estão cooperando na produção de vacinas para a África, inclusive na especialização de médicos timorenses formados em Cuba que passam pela Fiocruz antes da volta ao Timor.

Cuba e Brasil estão cooperando também no sistema de saúde do Haiti, com financiamento brasileiro de 80 milhões de dólares, mais pessoal e tecnologia. Enquanto os marines fazem guerra, Brasil e Cuba se solidarizam com países pobres. A cooperação Brasil-Cuba é estratégica para muitos povos.

Na área da informação, o convênio da EBC com a Prensa Latina e a Telesur, fará com que o povo brasileiro escape do bloqueio informativo de que padece sobre as conquistas sociais da Ilha.

LEIA NA ÍNTEGRA EM CARTA MAIOR

http://www.cartamaior.com.br/templates/analiseMostrar.cfm?coluna_id=5102

Nenhum comentário: