LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sábado, 16 de julho de 2011

Deputado Emiliano José (PT-BA) é atacado pelo UOL/Grupo Folha



De repente, O UOL Notícias/Grupo Folha descobriu o deputado do PT da Bahia, Emiliano José. O parlamentar tem sido um duro crítico da mídia hegemônica, dos donos da imprensa, dos controladores de conteúdo da Internet.

Difícil descobrir algum escândalo em que Emiliano José pudesse estar metido. Professor de carreira, jornalista assalariado, não tem posses além do que o salário permite, ao longo de 40 anos de militância política.

Então, os empregados do UOL/Grupo Folha foram fuçar nas despesas parlamentares e descobriram que o deputado Emiliano José se alimenta. Numa manipulação grosseira, eles conseguiram colocar Emiliano José como “campeão” de despesas de ali-men-ta-ção.

Manipulação grosseira, eu digo, porque eles somam os gastos de 513 parlamentares, num total de R$ 48,3 milhões, no período de fevereiro a julho deste ano, forjam a manchete espalhafatosa e conseguem finalmente incluir o nome de Emiliano em noticiário negativo. Emiliano está incomodando.

É uma arte diabólica. Não há nada de ilegal. A legislação prevê que parlamentares aluguem veículos, se alimentem, se locomovam, se comuniquem com seus eleitores e mantenham escritórios em seus estados. Seria absurdo se assim não fosse.

O texto do UOL/Grupo Folha criminaliza a propaganda dos parlamentares, coloca suspeita no transporte aéreo em direção a seus estados e como soma totais de seis meses cria manchetes com números aparentemente escandalosos. O pior jornalismo possível, que tem provocado a perda de credibilidade dos veículos da grande mídia brasileira.

Assim, os 513 parlamentares gastaram R$ 48,3 milhões.OH!!! Os 513 parlamentares gastaram R$ 8,8 milhões em “propaganda própria”. OH!!! O segundo maior gasto dos 513 parlamentares – R$ 7,3 milhões - foi com locação de “veículos automotores”. OH!!!

Da Bahia, os manipuladores da informação pinçaram cinco parlamentares. Entre eles, o deputado Emiliano José, “campeão” de gastos com...ali-men-ta-ção. PUTZ, o deputado Emiliano José está nas manchetes porque é o que mais gasta com ALIMENTAÇÃO, o que só prova que está entre os mais pobres deles.

Não me espanta que o UOL/Grupo Folha ataque o deputado Emiliano José, crítico ferrenho da mídia hegemônica, integrante de comissões na Câmara Federal que podem questionar os privilégios seculares de toda essa canalha.

Não me espanta que o jornal A Tarde abra espaço para esse tipo de jornalismo manipulado. Afinal, ele faz parte desse sistema midiático e reproduz material das agências de notícia. Normal.

O que me espanta é que uma jornalista empreste seu nome para validar esse jornalismo prostituído da grande imprensa. Pois é nisso que a mídia hegemônica está transformando seus empregados, prostitutas e protitutos, não porque vendem seu corpo (o que seria até mais digno), mas porque emprestam sua alma, seu intelecto, sua mente, em reportagens viciadas, com endereço certo, neste imenso bordel de interesses escusos e seculares.

OBSERVAÇÃO FINAL – O deputado Emiliano José foi premiado como o “campeão” de gasto com alimentação, segundo a mídia canalha. Gastou incríveis R$ 16.700,00 (dezesseis mil e setecentos reais) em SEIS meses de mandato com ALIMENTAÇÃO. Isso equivale a R$ 92 reais por dia. Considerando que até um deputado precisa comer três vezes por dia, dá R$ 32 reais por refeição. Mas a foto dele está nas páginas do jornal A Tarde, em matéria do UOL/Grupo Folha. Uma indignidade.

http://bahiadefato.blogspot.com/

Nenhum comentário: