LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Forbes: Dilma é 3ª mulher mais poderosa


DA REUTERS -A presidente Dilma Rousseff é a terceira mulher mais poderosa do mundo, segundo ranking da revista Forbes divulgado nesta quarta-feira. No topo da lista está a chanceler alemã, Angela Merkel.A lista da revista norte-americana é dominada por políticas, empresárias e líderes dos setores de mídia e entretenimento. Em segundo lugar ficou a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton.

Além de Dilma, há mais uma brasileira na lista: a modelo Gisele Bündchen, que ficou com a 60ª posição.
"Nossa lista reflete os caminhos diversos e dinâmicos em direção ao poder para as mulheres hoje, seja liderando uma nação ou definindo a pauta de questões críticas da nossa época", disse Moira Forbes, presidente e editora da ForbesWoman, em nota. Oito chefes de Estado e 29 presidentes-executivas estão na lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo. Elas têm em média 54 anos e controlam, juntas, US$ 30 trilhões. Vinte e duas delas são solteiras.
Segundo a revista, Dilma fez história como a primeira mulher a liderar a maior potência econômica da América Latina, enquanto Merkel foi citada como a única mulher chefe de uma economia global real da Europa. Hillary foi elogiada por ter lidado com as revoluções no Oriente Médio e revelações do WikiLeaks em seu segundo ano no cargo.

"Ao longo das múltiplas esferas de influência, essas mulheres alcançaram o poder por meio da conectividade, habilidade de construir uma comunidade ao redor de organizações que elas supervisionam, países que lideram, causas que encabeçam e marcas pessoais", acrescentou a Forbes.
Completando as cinco primeiras posições da lista estão a presidente-executiva da PepsiCo U.S., Indra Nooyi, que comanda o império de alimentos e bebidas de 60 bilhões de dólares, e a vice-presidente operacional do Facebook, Sheryl Sandberg, que recebeu crédito por ter preparado o IPO da rede social que pode atrair até 100 bilhões de dólares.
Segundo a Forbes, as mulheres da lista alcançaram poder não apenas por meio de dinheiro e força, mas, graças à mídia social, também por alcance e influência.
Lady Gaga e a recém-nomeada editora-executiva do New York Times, Jill Abramson, estão em 11° e 12° lugar, respectivamente. Gaga é a mais nova da lista, com 25 anos, enquanto a Rainha Elizabeth, no 49° lugar, é a mais velha, com 85 anos.
A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, que no ano passado ficou no topo do ranking, este ano caiu para a oitava posição.
Veja a lista das 20 mulheres mais poderosas do mundo, segundo a Forbes:
1.Angela Merkel, 57, chanceler da Alemanha
2.Hillary Clinton, 63, secretária de Estado dos Estados Unidos
3.Dilma Rousseff, 63, presidente do Brasil
4.Indra Nooyi, 55, presidente-executiva da PepsiCo
5.Sheryl Sandberg, 41, diretora operacional do Facebook
6.Melinda Gates, 47, cofundadora da Fundação Bill & Melinda Gates
7.Sonia Gandhi, 64, presidente da Índia
8.Michelle Obama, 47, primeira-dama dos Estados Unidos
9.Christine Lagarde, 55, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional
10.Irene Rosenfeld, 58, executiva-chefe da Kraft Foods
11.Lady Gaga, 25, cantora americana
12.Jill Abramson, 57, editora-executiva do "New York Times"
13.Kathleen Sebelius, 63, secretária de Saúde dos Estados Unidos
14.Oprah Winfrey, 57, apresentadora de TV americana
15.Janet Napolitano, 53, secretária de Habitação dos Estados Unidos
16.Susan Wojcicki, 43, diretora de marketing do Google
17.Cristina Kirchner, 58, presidente da Argentina
18.Beyoncé Knowles, 29, cantora americana
19.Georgina Rinehart, 57, bilionária e ativista ambiental australiana
20.Cher Wang, 52, presidente e cofundadora da HTC.
Postado por DANIEL PEARL às 8/24/2011

Nenhum comentário: