LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Gente à toa


Sabem quem é essa gente que participou da “manifestação contra a corrupção", na Avenida Paulista? São as mesmas pessoas que fizeram manifestações quando aconteceram os acidentes dos aviões da TAM e da GOL. São pessoas sem nenhum escrúpulo que usaram os mortos no acidente e seus familiares para gritar “Fora Lula”. Na época culparam o presidente pelos acidentes, como se ele fosse o piloto, o controlador das torres ou o mecânico que fez a manutenção dos aviões. Depois das perícias, das investigações sobre as causas dos acidentes, a verdade veio à tona: no acidente da GOL, os pilotos americanos foram os culpados; no acidente da TAM houve falhas mecânicas e do piloto. Há acidentes de aviões no mundo todo e nunca, em país algum, alguém teve a idéia destrambelhada de culpar o presidente da nação. Como no caso dos acidentes aéreos, o que essa gente quer de fato não é combater a corrupção, mas culpar o governo. Eles ainda não se conformaram, mesmo após os 8 anos do governo Lula, em serem governados por um ex-sindicalista, ex-operário e nordestino. Não aceitam que milhões de pessoas saíram da miséria graças ao Bolsa Família e à geração de empregos recorde. Não aceitam que os filhos dos pobres tenham ganhado o direito de freqüentar quaisquer universidades, graças ao PROUNI. Nunca aceitaram os recém-chegados à classe média. Agora não aceitam que a presidenta Dilma dê continuidade ao governo Lula. Dilma está fazendo um ótimo governo para todos os brasileiros, mas principalmente para aqueles que mais necessitam. Isso não interessa para essa gente abastada, eles querem um governo que atenda apenas seus interesses, como foi o governo FHC. Eles votaram no Serra, foram derrotados pela segunda vez e estão inconformados, querem um terceiro turno na marra. Teve um moleque abestalhado que disse que queria a revolução, confundindo o golpe de 1964 com revolução. Será que ele sabe o que é um golpe militar e suas conseqüências trágicas, como as mortes de pessoas, as torturas? Sabe que essas barbaridades seriam seguidas pela desestabilização da economia do país, pelo desemprego, falta de crédito, desabastecimento? Não, o idiota não sabe o que é um golpe militar. Alguns babacas estavam na manifestação fazendo propaganda explicita da revista Veja! Não sei se eles foram pagos pela Editora Abril, se eram funcionários ou se são apenas um bando de abestalhados alienados. A revista Veja está morrendo de ódio de ter sido pilhada cometendo crime de invasão de privacidade. O fato é que o objetivo da manifestação era só combater o governo Dilma, criticar o PT. Estão tentando evitar que o PT eleja prefeitos em 2012 e que Dilma se reeleja em 2014, ou que o Lula volte, se Dilma não quiser a reeleição. Essa gentinha elegeu Maluf, Pitta, Serra, Kassab; se pudessem, elegeriam FHC. Mas o que eles mais desejam, no fundo de suas almas preconceituosas, é a volta da ditadura militar: basta ler os comentários desses cretinos no blog do abestalhado Reinaldo Azevedo, que é chamado até de"general”. Ô gente escrota!
Jussara Seixas

Nenhum comentário: