LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Pedro Bonfim continua luta por sede decente para a 2ª Retran


Participando do programa Fala Ipiaú, o coordenador da 2ª Retran de Ipiaú, Pedro Bonfim, comentou a respeito do desencontro do Partido dos Trabalhadores na atualidade em relação a sua representatividade na Câmara de Vereadores do município: ” o vereador do PT deve ter compromisso com o posicionamento do partido e a gente cobra postura com o pensamento político e ideológico que foi assumido com a população”, disse .

Ele também filosofou quanto à questão do eterno “vasco e flamengo” que foi instituído na política local ao dizer que “infeliz é o ser humano que não consegue ver defeitos nos seus amigos ou aliados e não consegue ver qualidades nos seus adversários. Quando se veste a camisa do fanatismo, a pessoa fica cega”.

Prestes a se ausentar do órgão por trinta dias para tratamento de saúde, Pedro está encabeçando um movimento no sentido de buscar-se uma sede mais ampla para o Retran funcionar em Ipiaú: ” É desumana a instalação em que trabalhamos. Nem uma linha de internet nós temos. Faltam funcionários. E parte da renda do órgão vai para o município, caberia ter-se lá pelo menos um colaborador da prefeitura mas o senhor gestor acha que a gente não merece. É sacrificante e estressante”, lamentou ele.

Para Pedro, que encerra sua contribuição pelo órgão no ano que vem, Ipiaú só teria a ganhar com uma ampliação do setor. Com a perspectiva de fechamento das pequenas Retrans, a incorporação desses escritórios pela cidade pólo, que é Ipiaú, é apenas questão de tempo. ” Para isso é necessário instalações decentes e parcerias. É precisar semáforo verde para que esse sonho aconteça”, completou

http://ipiauonline.com.br/

Nenhum comentário: