LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Deputado Marcelino Galo debate com órgãos públicos sobre projeto de ATER

 

Poder público e sociedade civil estão juntos para fortalecer a agricultura familiar. Este é um dos objetivos da Rede Baiana de Ater, que será composta por entidades governamentais e não governamentais. Em reunião realizada nesta segunda-feira (10), o deputado estadual Marcelino Galo (PT) discutiu com entidades públicas mais proposições para o Projeto de Lei 17.476/2011 que institui a Política e o Programa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar (Peater e Proater).

 

Galo é o relator do projeto que tem como prioridades a segurança alimentar e a convivência com o semiárido. O objetivo é atingir 400 mil famílias, tendo cobertura de 75% da agricultura familiar em todo o Estado, até 2012. Este atendimento será uniformizado, já que hoje há uma concentração em determinadas regiões. "O PL sendo aprovado este mês já abriríamos uma Chamada Pública em novembro com as entidades interessadas para atender 30 mil famílias", afirma o superintendente da Suaf, Wilson Dias. As entidades interessadas precisam estar credenciadas no Sistema Informatizado de Assistência Técnica e Extensão Rural (Siater) obedecendo aos requisitos solicitados.

 

No próximo dia 17, o parlamentar petista realiza uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), a partir das 10h, com entidades da sociedade civil, e demais interessados, para discutirem mais proposições para o PL. "O Projeto já está organizado, mas ainda precisamos ouvir a sociedade civil para fechá-lo com êxito", declara Marcelino Galo.

 

Participaram da reunião representantes da Superintendência de Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Suaf/Seagri), como o superintendente Wilson Dias, o diretor de Desenvolvimento Territorial, Ivan Leite, e a coordenadora de Ater, Carina Cezimbra; o presidente da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola, Elionaldo Teles; e o coordenador do Programa Vida Melhor da Casa Civil, Fábio Freitas.

 


Ascom do deputado Marcelino Galo

71 3115 7253





Nenhum comentário: