LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Marcelino Galo quer Centro de Saúde do Idoso nas macrorregiões da Bahia

 

Oito macrorregiões da Bahia podem ganhar um Centro Estadual de Atenção à Saúde do Idoso (Creasi) para ampliar a cobertura e a melhoria da saúde dos idosos no estado. Essa é a indicação do deputado estadual Marcelino Galo, que justifica a ação parlamentar como garantia de avanço na organização dos serviços de saúde de forma descentralizada e regionalizada. "É uma estratégia que aproximará o cidadão das estruturas e assegurará o atendimento e a solução de casos de saúde inesperados e agravados com a decorrência de alguma efemeridade", informa Galo, que é titular da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

 

Segundo o deputado, as instalações dos "Creasis" são essenciais para a garantia de acesso do idoso aos serviços básicos de promoção à saúde. Existem nove macrorregiões no estado, porém a Leste, em Salvador, já possui uma unidade do Creasi, as outras oito que serão beneficiadas são a Centro-Leste (Feira de Santana), Centro-Norte (Jacobina), Norte (Juazeiro), Nordeste (Alagoinhas), Oeste (Barreiras), Sudoeste (Vitória da Conquista), Extremo-Sul (Teixeira de Freitas) e Sul (Itabuna). "Propomos a regionalização e descentralização dos 'Creasis' para avançarmos na proteção da pessoa idosa, e os serviços de saúde são essenciais à afirmação do país como uma nação preocupada com as pessoas que contribuíram com o seu desenvolvimento e necessitam envelhecer com saúde, dignidade e respeito", garante o parlamentar petista.

 

Estrutura do Creasi

O Creasi de Salvador, na macrorregião Leste, possui atualmente mais de 20 mil pacientes inscritos nos ambulatórios especializados e nos de apoio que dão suporte a todos os demais ambulatórios da unidade, independente da patologia apresentada – Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Ortopedia e o Núcleo de Atenção Gerontológica (NAG). A unidade possui nove categorias de profissionais de nível superior, médico (geriatra, ortopedista, neurologista e psiquiatra), enfermeiro, assistente social, psicólogo, nutricionista, odontólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, farmacêutico, e três categorias de nível médio, são os técnicos de enfermagem, odontologia e radiologia.

 

Ascom do deputado Marcelino Galo

71 3115 7253





Nenhum comentário: