LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

domingo, 6 de novembro de 2011

Zé Dirceu lança livro em Salvador


 

Um dos políticos mais afamados do país, o ex-ministro chefe da Casa Civil do Governo Lula, José Dirceu, esteve em Salvador, neste sábado (5), lançando seu livro "Tempos de Planície". O parlamentar petista, Marcelino Galo, prestigiou o evento, assim como outros políticos baianos, personalidades do PT, de movimentos sociais, além do governador Jaques Wagner.

 

Galo comentou sobre a importância de realizar o lançamento também na Bahia, depois de Brasília e São Paulo. "Os baianos precisam conhecer a trajetória deste político que muito contribuiu para a vitória do nosso ex-presidente Lula, além da história do nosso país", afirma.

 

A obra conta com 73 artigos, publicados entre 2006 e 2010. Os textos foram publicados em diversos meios de comunicação do país e estão organizados em oito capítulos temáticos. "Um de meus desafios é demonstrar que um militante não precisa de cargos e postos para travar o bom combate", afirma José Dirceu na introdução do livro.

 

O ex-ministro, que nasceu em Passa-Quatro, Minas Gerais, em 16 de março de 1946, foi co-fundador do Partido dos Trabalhadores e é apontado como peça-chave na vitória de Lula em 2002.

 

Juliana Costa

Ascom deputado Marcelino Galo

71 3115 7253




Nenhum comentário: