LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Da Privataria Tucana à Lista de Furnas

Não é só o escândalo da Privataria Tucana que é escancarado pelo jornalista Amaury Ribeiro. Logo em seguida virá, inescapavelmente, a Lista de Furnas, com os nomes dos políticos que usaram dinheiro público em eleições.

Se a Privataria Tucana praticamente tirou Serra das paradas, certamente a Lista de Furnas tira o Aecinho Neves do jogo presidencial. A Lista de Furnas é um documento central sobre a distribuição mensalões aos tucanos, inclusive muitos da Bahia. A Lista de Furnas existe, é verdadeira.

Os delegados da Polícia Federal Praxedes e Zamprogna (o do mensalão) concluíram investigação sobre a Lista, atestaram a autenticidade da dita cuja e, com uma relação de insignes indiciados, encaminharam tudo ao Ministério Público Federal. A bomba está nas mãos da Procuradora Andrea Bayão, do Ministerio Público Federal do Rio, onde fica a sede de Furnas.

O PSDB não tem mais candidatos à presidência, só resta chamar o jardineiro que dedurou os usuários da mansão de Brasília, aquele que derrubou um ministro da Fazenda, com a ajuda da grande mídia, claro.

Não me peçam para citar os nomes baianos que estão na Lista de Furnas. Por causa dela já perdi bons amigos.

Fonte: Bahia de Fato

Nenhum comentário: