LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Marcelino Galo participa da posse de Zilton Rocha no TCE

A concorrida posse do novo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o conselheiro Zilton Rocha, mostrou a importância que o órgão tem na Bahia. Senadores, ministros, deputados estaduais e federais, secretários e o governador Jaques Wagner participaram, nesta segunda-feira (9), da solenidade que empossou a nova mesa diretora do Tribunal. A cerimônia aconteceu na sede do TCE, no Centro Administrativo da Bahia, e entre os participantes estava o deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Marcelino Galo.

 

O parlamentar salientou a formação da mesa diretora do órgão que conduziu os conselheiros Zilton Rocha à presidência, Ridalva Corrêa de Melo Figueiredo, então presidente, para a vice-presidência, e Manoel Figueiredo Castro para a corregedoria.

 

"Essa formação da nova mesa diretora conduzirá o TCE no biênio 2012 e 2013 e traz o companheiro Zilton Rocha como presidente. Ele já possui diversos serviços prestados à população da Bahia e sua nomeação vem ratificar essa participação na sociedade. Nós deputados temos o dever de legislar e de acompanhar, acima de tudo, o andamento dos outros poderes constituídos e no caso do TCE, a quantidade de lideranças políticas e gestores que compareceram demonstra a importância do órgão".

 

Ascom do deputado Marcelino Galo

www.marcelinogalo.com 

71 3115 7253



Nenhum comentário: