LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

domingo, 8 de janeiro de 2012

Partido dos Trabalhadores de olho no Legislativo


Em entrevista a um site da região, o presidente do Partido dos Trabalhadores, Orlando Santos, ressaltou o empenho que será feito pelo Partido e pelos deputados que representam Ipiaú, para elegerem o maior número de vereadores no pleito de 2012.

"Temos 20 pré-candidaturas com representatividade em vários segmentos da sociedade Ipiauense. Nosso Partido sempre esteve à frente das grandes lutas em defesa do povo brasileiro. Sei que algum analista político do nosso município não acredita na nossa vitória, mas só quero lembrá-los que em 2010 fizeram as mesmas análises e erraram em todas as esferas estaduais e federais", afirmou.

Questionado sobre a atuação do parlamentar no legislativo, o presidente foi bastante taxativo. "Prefiro não falar das decepções, pois somos fortes e construiremos um bom futuro em 2012", disse, demonstrando otimismo.

Dentre outras indagações, Orlando Santos foi interrogado a falar sobre o saudoso Adilson Duarte, referência dentro do partido. Orlando rasgou elogios ao ex-vereador. "Adilson foi um grande vereador, com uma conduta plausível, defensor ferrenho dos direitos do povo, idealizador dos movimentos populares, inclusive, da Associação Cultural Comunitária Rádio Livre, além de não aceitar vínculo inconveniente com prefeitos".

No desfecho da entrevista, Orlando Santos fez questão de pedir à população que faça uma minuciosa reflexão sobre o momento político de Ipiaú. "O povo precisa refletir a política de Ipiaú, tanto o legislativo como o executivo, pois este é o momento de abrirmos os olhos para pessoas de índole atônita e competência indiscutível", finalizou.

(Ascom PT)

Nenhum comentário: