LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Ainda sobre a Caravana da Cidadania

 Fonte: informeipiaú.com.br  e  falaorlandosantos.com 

Elinalva lembra da Caravana do presidente Lula

A pré-candidata do PT ipiauense, a professora Elinalva Bastos lembrou na Caravana da Cidadania ocorrida no bairro Euclídes Neto, que um projeto como este da Caravana foi desenvolvido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O ex-presidente Lula fez o que estamos fazendo em Ipiaú. O projeto da caravana de Lula andou pelo país inteiro ouvindo as comunidades e conhecendo os problemas de perto”, relatou Elinalva.
Redação do Informe

Bairro Novo aplaude intervenção de Cezário Costa

Com aplausos calorosos, a comunidade do bairro mais populoso de Ipiaú, o Euclídes Neto, “bairro Novo”, transmitiu carinho e satisfação com a presença do empresário Cezário Costa e a iniciativa da “Caravana da Cidadania”, abraçada por diversos partidos de oposição em Ipiaú, Na ocasião, Cezário agradeceu a presença de todos e reconheceu que ficou surpreso com a quantidade cidadão presentes no Clube dos Desbravadores. “A gente não sabe se vai vir 5 pessoas, 10 ou 2. Confesso que estou muito feliz com a participação de todos. “bairro Novo” abriu o seu coração para nós e isso é motivo de orgulho”, disse Cezário Costa. Cezário acrescentou que “tudo que foi dito pela comunidade foi anotado e vai servir para a criação de um grande projeto político que tem como farol a população”. A Caravana da Cidadania segue em Ipiaú e ainda nesta semana será confirmado a próxima visita.
Redação do Informe

 Locutor desabafa no bairro novo

O locutor “Gazo” membro de uma associação no bairro Euclídes Neto, desabafou durante a visita da caravana da cidadania. Para ele, a população do “bairro novo”, como é conhecido o local está sem perspectivas de futuro. “A juventude nossa não está tendo como pensar no futuro. Não temos aqui nenhum incentivo a prática do esporte e do lazer em geral. Perdi vários amigos para as drogas e é muito triste ver esse cenário. As pessoas morrendo por que não tem incentivo do governo”, disse.
Redação do Informe
Representante comunitária ativa no bairro Euclídes Neto, Índira, figura marcante da Caravana da Cidadania no bairro novo, falou dos problemas do local, mas alertou a população sobre as responsabilidades de cada um. “Os únicos culpados de o nosso bairro está passando por essa situação, somos nós. Nó temos culpa por que somos o bairro mais populoso de Ipiaú e não elegemos um representante nosso na câmara. Uma pessoa só não faz nada, mas se nos unirmos podemos tudo”, declara Indira.
Redação do Informe

INFORME

O ipiauense Aloílton, morador do bairro Euclídes Neto em Ipiaú relatou um acontecimento da sua vida para ilustrar o atual cenário da saúde no município. Para Loloi, como é popularmente conhecido, “A saúde em Ipiaú está um Deus nos acuda”, disse. “Quando um filho nosso quebra um braço. Quem não tem condições não tem o que fazer. O meu filho quebrou e se eu estivesse desempregado, quase nada poderia ser feito naquele momento, pois não temos uma assistência dígna”, completa Loloi.
Redação do Informe

Nenhum comentário: