LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sexta-feira, 30 de março de 2012

Indicação do Deputado Estadual Marcelino Galo, pede novos Restaurantes Populares para municípios da Bahia

Os municípios de Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari, Itabuna, Juazeiro, Ilhéus, Jequié, Alagoinhas, Teixeira de Freitas, Barreiras, Porto Seguro, Paulo Afonso e Eunápolis podem ganhar unidades de Restaurantes Populares. A indicação ao Governo da Bahia foi encaminhada pelo deputado petista Marcelino Galo, que sugere a instalação dos equipamentos públicos justificando que as unidades beneficiariam trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias em situação de risco de insegurança alimentar e nutricional.

 

Segundo o parlamentar, os Restaurantes Populares têm como princípios fundamentais a produção e a distribuição de refeições saudáveis. "São alimentações com alto valor nutricional, a preços acessíveis, para as pessoas que estão em situação de insegurança alimentar. Na indicação, sugerimos que essas unidades sejam construídas preferencialmente em grandes centros urbanos de cidades com população superior a 100 mil habitantes", pontua Galo.

 

Ainda segundo o deputado petista, além da atividade de produção e distribuição de refeições, a construção desses novos restaurantes também deve ampliar outras atividades de desenvolvimento social e gerar emprego e renda. "As instalações têm que ter as características estruturais e multifuncionais, obedecendo as diretrizes do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional [SISAN], para garantirmos que a ampliação desses equipamentos públicos seja realizada de maneira organizada".

 

Ascom do deputado Marcelino Galo

www.marcelinogalo.com

71 3115 5596

 

Nenhum comentário: