LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 10 de maio de 2012

A verdade sobre os gastos com o SAMU de Ipiaú


10

Maio

Por: Marcelo Martins


A tropa de choque da prefeitura está utilizando um expediente na tentativa de confundir a opinião pública com relação ao pedido de suplementação orçamentária feito a Câmara de Vereadores. Pior: Não apresenta as contas para apreciação e/ou esclarecimento.

A falácia de que o Serviço de Atendimento Médico de urgência – SAMU – poderá parar de funcionar se não houver a suplementação, é puro engodo, pois a prefeitura tem sim verba suficiente para manter tal serviço.

Veja os dados e confira:

A implantação do SAMU vem sendo mantida com recursos oriundos do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE – FMS, que tem uma despesa fixada para o exercício 2012 no valor de R$ 5.513.202,00, onde já foram gastos até março R$ 1.281.870,17, porém existe uma dotação anual no valor de R$ 4.231.332,00, ou seja, a prefeitura ainda tem a possibilidade de gastos do FMS no valor de R$ 2.949.461,83.

São quase R$ 3 milhões em caixa para serem gastos provavelmente pelos próximos  6 meses, portanto, o pedido de suplementação neste momento não passa de jogo político do prefeito, numa tentativa de colocar a opinião pública contra a Câmara de Vereadores.


recebido por e-mail


Nenhum comentário: