LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

DEPUTADOS APRESENTAM NOVA PROPOSTA DE PISO SALARIAL DOS PROFESSORES



ESCRITO POR  ASCOM PT BAHIA
Deputados apresentam nova proposta de piso salarial dos professores
O presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara, deputado Newton Lima (PT-SP), e a coordenadora do Núcleo de Educação da bancada do PT, deputada Fátima Bezerra (PT-RN), apresentaram nesta quarta-feira (31) ao presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), uma proposta alternativa para o reajuste do piso salarial dos professores da rede pública de educação básica.
O tema foi objeto de debates de um Grupo de Trabalho (GT) criado em março pelo presidente da Câmara, que realizou uma série de reuniões e audiências públicas com trabalhadores, estudantes e gestores municipais, além do governo federal. Se adotado, o reajuste deve ocorrer em maio de 2013.
“Esse consenso estabelece que o reajuste no próximo ano seja igual ao INPC com mais um plus, que será calculado com os 50% da média do aumento dos recursos nos dois anos precedentes do FUNDEB”, declarou Newton Lima.
Para Fátima Bezerra, o acordo representa “ganho real para os professores”. “Esse reajuste também está de acordo com a meta do PNE que preconiza que nos próximos seis anos o país deve equiparar o valor médio do salário do professor, que hoje está abaixo dos R$ 1500, ao valor médio de outros profissionais com formação equivalente”, esclareceu.
Ao destacar que “os professores não podem abrir mão do reajuste”, o deputado Antônio Carlos Biffi (PT-MS), membro da Comissão de Educação, parabenizou o consenso em torno da proposta. “É um avanço muito positivo para a consolidação e garantia das conquistas educacionais”, salientou.
Em plenário, Newton Lima informou que o grupo de trabalho, respaldado pela comissão, irá comunicar ao Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que as entidades representativas da educação e dos trabalhadores, tendo à frente, inclusive, a CNTE, entraram em acordo.
A deputada Fátima Bezerra afirmou que vai sugerir, ao Ministério da Educação e à Casa Civil, a edição de uma Medida Provisória com essa proposta alternativa.
Além de Newton Lima, Biffi e Fátima Bezerra, participaram da reunião os deputados petistas Reginaldo Lopes (MG), Waldenor Pereira (BA) e Pedro Uczai (PT-SC). Também estiveram presentes representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).
Fonte: ptbahia

Nenhum comentário: