LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 26 de março de 2013

Em audiência na Alba, Galo defende Gabrielli e diz que Seplan é para planejamento


Na audiência pública para debater a construção da Ponte Salvador-Itaparica, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta terça-feira (26), o deputado estadual Marcelino Galo (PT) defendeu o secretário de Planejamento da Bahia, José Sérgio Gabrielli, das declarações da oposição que está descrente e afirma que o projeto não sairá do papel. Para Galo, Gabrielli é o secretário de Planejamento do Estado e o órgão está cumprindo sua função: planejar. "Tanto que essa explanação aqui hoje foi justamente para apresentar os planos para a construção dessa importante obra, que vai interligar diferentes regiões da Bahia", declara.

 

Gabrielli conversou com a imprensa e pontuou alguns benefícios da obra para o estado. "Estamos pensando na ponte como parte de um desenvolvimento regional, isso significa que precisamos planejar a expansão urbana na Ilha, tanto em Vera Cruz quanto em Itaparica, porque isso vai ter uma atração de novas residências para lá. A ponte não é para substituir o ferry boat, mas para transformar a relação da Ilha com o centro da capital, então vai ter um impacto grande sobre o centro, que vai se redefinir com a existência da ponte, com pessoas morando na Ilha e trabalhando em Salvador e vice-versa", pontuou Gabrielli.

 

Ainda segundo o secretário, o estado tem um conjunto de investimentos muito grande na Baía de Todos-os-Santos e a ponte só vai potencializar isso. Sobre o projeto desenvolvido pela McKinsey & Company, Gabrielli confirma que a empresa já estuda a parte da Ilha. "A McKinsey é uma consultora internacional com experiência em grandes movimentos urbanos e ela está justamente contratada, usando sua experiência internacional, para orientar e indicar possíveis impactos de tal maneira que a gente possa antecipá-los para aumentar os positivos e reduzir os negativos", finaliza.

 

Ascom do deputado Marcelino Galo

www.marcelinogalo.com

71 3115 5596

 

Nenhum comentário: