LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Fwd: (mpt-ba) Marcelino Galo encontra ministra Maria do Rosário e pede ampliação das comissões da verdade

Quarta, 03 de Abril de 2013 - 00:00
Deputado encontra ministra e pede ampliação das comissões da verdade
Foto: Divulgação
O deputado estadual Marcelino Galo (PT) discutiu a ampliação das comissões da verdade, criadas para investigar violações aos direitos humanos durante a Ditadura Militar, com a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário. Para o petista, a atuação da junta não deve ficar restrita aos governos. "Discutimos a possibilidade dessas comissões serem ampliadas para que organizações como a CUT [Centro Única dos Trabalhadores], a Assembleia Legislativa da Bahia e a ABI [Associação Brasileira de Imprensa] criem as suas próprias comissões da verdade", pontuou. 

O encontro, desta terça-feira (2), aconteceu em Brasília e também serviu para pré-definir a agenda baiana da ministra, que estará em Vitória da Conquista no dia 18 de abril para ministrar uma aula inaugural na Universidade do Sudoeste da Bahia e se reunir com o prefeito Guilherme Menezes. Outro compromisso no estado será a realização de duas audiências públicas, uma para avaliar as políticas do Ministério e outra para lançar o programa Viver Sem Limite, plano nacional de defesa dos direitos da pessoa com deficiência. 


Nenhum comentário: