LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

UFBA terá novas obras em diversas unidades dos seus campi


Perspectiva da nova Residência Universitária do Canela

 A Universidade Federal da Bahia está dando início a uma série de obras que irão ampliar a infraestrutura da UFBA. Os projetos de construção de novas edificações serão executados com recursos complementares, que não estavam previstos no programa de expansão do Reuni. Esses recursos, um investimento de aproximadamente R$ 130 milhões, com início programado para janeiro de 2014, foram conquistados pela atual gestão da UFBA junto ao MEC.
Nesta nova rodada de expansão da infraestrutura da Universidade, estão sendo construídos prédios novos que se somam àqueles erguidos no programa REUNI, qualificando ainda mais as atividades acadêmicas da instituição. Destaque-se ainda que parte dos recursos de infraestrutura do REUNI-UFBA foram direcionados para a recuperação e reforma dos prédios das Unidades Universitárias já existentes, alguns construídos há quase 40 anos.
Para o processo de licitação das obras, a universidade adotará pela primeira vez o Regime Diferenciado de Contratações (RDC). O novo sistema, inicialmente instituído apenas para as obras da Copa, traz muitas vantagens que aceleram o processo de licitação, como a apresentação das propostas e a habilitação das empresas.
Obras atendem a demandas estudantis
Um dos principais destaques deste conjunto de obras é a construção de uma nova Residência Universitária no bairro do Canela, que oferecerá moradia de qualidade (no padrão da recém inaugurada Residência da Garibaldi) para mais de 350 alunos e dos Pontos de Distribuição de Refeições dos campi do Canela e de São Lázaro, cujo edital foi publicado na última quinta-feira (24/10). Os Pontos de Distribuição ampliarão o acesso dos estudantes da UFBA às refeições.
O plano de obras inclui ainda a construção da Unidade Hospitalar Integral à Saúde da Mulher e da Criança (ISAMCO) no Hospital Maternidade Climério de Oliveira; a edificação de um prédio para o Instituto de Psicologia; a construção de prédios anexos para a Escola Politécnica e o Instituto de Ciências da Saúde, e a reforma e ampliação das Escolas de Dança e Teatro. A essas obras, se somarão brevemente novas construções no campus de Vitória da Conquista.
Residência Universitária da UFBA - Canela
A Residência Universitária será construída em terreno em declive, nas proximidades da Faculdade de Direito da UFBA, entre as ruas Conde Filho e Almirante Japiaçu, no bairro do Canela, com vizinhança formada basicamente por residências. O conjunto se configura como 04 blocos interligados por circulação onde se localiza escada e elevadores.
O programa de necessidades desse projeto abrange áreas coletivas no pavimento térreo com espaço de convivência e salas de informática, estudo, música e atelier de artes, área administrativa e apoio serviço com sanitários/vestiários, estar/refeitório de funcionários. Os apartamentos são compostos por sala, 02 quartos, sanitário social, área de estudo, cozinha e área de serviço. A Residência terá capacidade para 363 estudantes com 92 apartamentos, sendo 15 adaptados para pessoas com deficiência e área total de 8.762,14m².
Maternidade Climério de Oliveira da UFBA (ISAMCO)
O Hospital Maternidade Climério de Oliveira é uma das unidades centenárias da Universidade Federal da Bahia. É um Hospital Especializado e uma Unidade Auxiliar de Ensino, Pesquisa e Assistência. Está localizada desde a sua fundação no bairro de Nazaré, dentro dos limites da poligonal do Centro Histórico de Salvador.
O projeto de arquitetura e complementares de engenharia adotou uma solução de edifício verticalizado, na qual a distribuição dos pisos concentra cinco pavimentos acima do nível do solo, e mais três abaixo (subsolos), com área construída de 16.745,00m².
Instituto de Psicologia da UFBA
A implantação do edifício do Instituto de Psicologia da UFBA busca a melhor orientação solar com suas faces voltadas norte – sul, promovendo maior conforto térmico para os usuários, bem como busca uma integração com toda a área do Campus com suas áreas de circulações abertas. Além disso, o projeto prevê o aproveitamento da declividade do terreno para construção do auditório e para possibilitar dois acessos independentes, promovendo as separações de uso dos atendimentos clínicos do Serviço de Psicologia com as outras atividades do Instituto.
O projeto arquitetônico prevê o aproveitamento da iluminação natural e maiores aberturas nas áreas de baixa insolação. Em contrapartida, nas áreas de sol poente foi prevista a instalação de áreas de pouca permanência, como circulações. O Instituto de Psicologia terá área construída de 6.326,40m², distribuídos em 12 pavimentos: (subsolo -2, subsolo -1, térreo, 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º pavimentos, pavimento técnico e cobertura) e divididos por dois blocos interligados por uma passarela. A edificação terá dois controles de acesso: um pelo subsolo -2, onde haverá preferência para o acesso ao Serviço de Atendimento Clínico independente do acesso a toda edificação; o segundo controle de acesso será no pavimento térreo, no nível da Praça do Campus de São Lázaro.
Anexo da Escola Politécnica da UFBA
O projeto de ampliação da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, localizada no Campus Universitário da Federação, no Bairro da Ondina, Salvador-BA, consta de treze pavimentos de torre, dois pavimentos do bloco que engloba uma praça no acesso térreo ao Pavilhão de Aulas e Laboratórios.
O Pavilhão de Aulas e Laboratórios contempla espaço de auditório e usos administrativos nos subsolos. No pavimento térreo, está contemplado um pátio com lanchonete, área de convivência e uma área expositiva. Do 1º pavimento ao 3º pavimento, estão as salas de aulas e, nos pavimentos acima, foram previstos espaços para laboratórios para o ensino de graduação, pós-graduação e pesquisa.
A 1ª etapa da obra executou a estrutura do edifício de Pavilhão de Aulas e Laboratórios até o 10ª laje com recursos do REUNI. A 2ª etapa de obra contemplará a complementação da estrutura do edifício de Pavilhão de Aulas e Laboratórios de modo a concluir a construção do objeto com todos os seus acabamentos. O objetivo é ampliar em 19.671,90m² a Escola Politécnica.
Anexo do ICS – Instituto de Ciências da Saúde da UFBA
O projeto do anexo do Instituto de Ciências da Saúde, situado na Avenida Reitor Miguel Calmon, no Campus Universitário do Canela, consta da nove pavimentos, com áreas total de 9.169,41 m². Sua proposta foi definida dentro de uma modulação estrutural de 10x8,75m e implantada de forma regular.  O projeto é composto de 9(nove) pavimentos que englobam salas de aulas e laboratórios dos cursos de Fonoaudiologia, Biotecnologia e Fisioterapia, uma piscina para atender as aulas de Fisioterapia, áreas administrativas, áreas de convivência e de diretórios acadêmicos, cantina, reprografia e um auditório com 110 lugares.
Ampliação e reforma da Escola de Dança da UFBA
A Escola de Dança, uma das pioneiras do país, desenvolve trabalhos não somente no campo da dança, mas também na capacitação de estudantes para o desenvolvimento de habilidades que possam ampliar o seu repertório intelectual, social e cultural. A edificação em uso conta com área de 1.605m², sendo insuficiente para atender as demandas já antes da ampliação das vagas pelo REUNI.
Reforma e ampliação da Escola de Teatro da UFBA
O projeto de reforma e ampliação da Escola de Teatro propõe a conclusão da obra do Pavilhão 02, com dimensão de 10x40m, implantado perpendicularmente ao Pavilhão 01 paralelamente ao Casarão existente, formando um pátio de convivência entre as três edificações (Fig. 1). A área ser reformada no Pavilhão 01 é de 747,69 m² e a área a ser construída no Pavilhão 02 é de 2.610,76 m², totalizando 3.358,45 m² de área de intervenção.
Os Pavilhões 01 e 02 serão interligados nos pavimentos térreos, 1º e 2º, compartilhando a escada, o elevador e os sanitários que serão construídos no Pavilhão 02. Esses espaços foram projetados conforme as normas de acessibilidade (NBR 9050/2004) e de segurança (NBR 9077/2001). Assim, em todos os andares existirão sanitários próprios para pessoas com deficiência, próximos ao elevador, e as larguras das circulações e das portas estão com as medidas indicadas na norma. A escada projetada é classificada na norma como “escada enclausurada”, permitindo, em situações de incêndio, a saída segura da edificação. Na primeira etapa de obra foi executada a fundação e estrutura da edificação com financiamento da FINEP (CT-INFRA).
Veja as imagens em perspectiva em nossa Fanpage do Facebook   
Fonte: Site da UFBA

Nenhum comentário: