LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

sábado, 12 de abril de 2014

SOBRE O DUELO DAS CPIs

DÁ PRA ENTENDER A NOTÍCIA QUE ACABO DE LER DE QUE AÉCIO IRÁ PESSOALMENTE CONVERSAR COM A MINISTRA ROSA WEBER PARA A CPI SER EXCLUSIVA DA PETROBRAS!
PARA MIM SERIA INTERESSANTE A CPI INCLUIR O CASO DO HELICÓPTERO DOS PARRELAS, NÃO SERIA?
SE É PRA INVESTIGAR, VAMOS INVESTIGAR TUDO... A ÚLTIMA NOTICIA QUE TIVE DO EPISÓDIO DO HELICÓPTERO (depois da maravilhosa marchinha do Pó Royal) FOI A DE QUE TODAS AS PESSOAS FORAM SOLTAS POR ORDEM DA JUSTIÇA DO ESPÍRITO SANTO!!!
BENDITO SEJA O ESPÍRITO SANTO! A REZA EM MINAS É FORTE!
Elinalva

Fonte: recebido por e-mail.

CEMIG/Light pagou 166% a mais por patrimônio da Investminas, que pagou R$ 4,3mi ao doleiro Alberto Youssef.

Situação política de Aécio Neves (PSDB-MG) fica mais complicada.

A elo de ligação entre um negócio da CEMIG e um pagamento ao doleiro Alberto Youssef é mais suspeito do que imaginávamos na nota anterior.

A CEMIG tinha 49% da empresa Guanhães Energia e a Investminas tinha 51% da Ganhães Energia.

Metade para cada, na prática. O patrimônio total da Guanhães era R$ 19,6 milhões no fim de 2011 (e R$ 20,3 milhões no final de 2012). Números oficiais do balanço da empresa. 

Vamos considerar o patrimônio valendo R$ 10 milhões para cada sócio em números redondos, já que não sabemos o valor exato em agosto de 2012.

Em 11-07-2012 a CEMIG autoriza sua controlada LIGHT (distribuidora de eletricidade no RJ) a comprar os 51% da Investminas.

Em 28-08-2012 a LIGHT anuncia a compra dos 51% da Guanhães, pagando R$ 26,6 milhões pelo negócio. O valor é cerca 166% superior ao patrimônio avaliado no balanço da empresa.

De acordo com o balanço o valor destes 51% eram próximos a R$ 10 milhões, portanto a Investminas fez um negócio da China, ganhando cerca R$ 16,6 milhões de lucro.

Três semanas depois, em 19-09-2012, a Investminas depositou R$ 4,3 milhões na conta da MO Consultoria – empresa de fachada usada pelo doleiro Youssef, segundo as palavras da revista Época.

Está explicado porque o senador Aécio Neves já pediu no STF Habeas Corpus ou Mandato de Segurança, não sei ao certo, para impedir a CPI de investigar a CEMIG.

--

Nenhum comentário: