LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Metrô e outras obras do governo integram plano de mobilidade para a Copa 2014‏


A Copa do Mundo Fifa Brasil 2014, em Salvador, vai contar com uma operação especial de mobilidade montada para garantir que baianos e turistas circulem pela capital e tenham acesso às áreas de pontos turísticos, aeroporto, hotéis e à Arena Fonte Nova. O plano inclui o início da operação do metrô, criação de linhas especiais de ônibus, uma rota especial destinada aos pedestres, do Centro Histórico até o estádio, além de monitoramento de estradas e de outros pontos de acesso à cidade, como a rodoviária e o porto.

O planejamento é resultado da parceria entre o Governo do Estado, por meio das secretarias estaduais para Assuntos da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 (Secopa) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e da Polícia Militar, com a prefeitura de Salvador.

Segundo a coordenadora do grupo de mobilidade da Copa e assessora de mobilidade da Sedur, Grace Gomes, o acesso ao estádio foi melhorado por intermédio das obras estaduais de revitalização do sistema viário, recuperação de calçadas e a construção do viaduto que dá acesso à Arena. “Outra novidade é a chamada Fun Walk, rota para pedestres, que liga pontos do Centro Antigo ao estádio. Os torcedores podem sair de diferentes pontos da cidade, como o porto, a Praça da Sé e o Mercado Modelo, e passear por um caminho que vai receber uma decoração mais lúdica”.

Metrô - No dia 10 de junho, o metrô de Salvador, administrado pelo Estado, começa a funcionar, em operação assistida, com linha expressa, que sai da estação do Acesso Norte e chega à do Campo da Pólvora, em horários específicos e atenderá a torcedores que tiverem ingresso. Como a rota fica dentro de perímetro monitorado pela Fifa, só terão acesso ao metrô os ônibus e vans credenciados que estiverem fazendo o transporte de pessoas para os jogos.




Ônibus - Para quem optar pelos ônibus, dez linhas especiais foram criadas para atender a cidade durante o Mundial, envolvendo 150 veículos. Duas delas saem do Aeroporto Internacional de Salvador - a primeira em direção a regiões de concentrações de hotéis, como Pituba, Rio Vermelho, Ondina e Jardim de Alah, e outra criada especialmente para os dias de jogos, com veículos que seguem para a Arena Fonte Nova. No final deste mês, começa a operar a rota que passa pelas hospedagens na orla de Salvador e segue até o Mercado Modelo.

De acordo com Grace Gomes, os torcedores terão facilidade de acesso ao estádio utilizando os ônibus. “Criamos uma espécie de bolsões de saída desses veículos próximos a hotéis e a shoppings da cidade como o Barra, Iguatemi, Bela Vista e Salvador, que vão direto para a Arena”. Os torcedores com necessidades especiais ou dificuldade de locomoção terão à disposição duas vans, com saída do Shopping Barra. Do Salvador Norte Shopping sairão outras linhas de ônibus em apoio às rotas do aeroporto.

Estradas - Quem chega à capital via estradas também recebeu atenção especial para o período da Copa, com a melhoria em trechos da BA-093 e da 001, que atendem municípios no sul do estado. Além dessas, as BRs 324, 116, e 101 estarão monitoradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Uma operação foi montada também na Estrada do Coco, BA-099, para atender delegações e turistas que devem se hospedar no litoral norte baiano.

A capital ainda deve receber, além via aeroporto e estradas, uma parcela de turistas por intermédio do Porto de Salvador, de acordo com a coordenadora Grace Gomes. “Confirmamos a chegada de um grupo de quatro mil mexicanos em um navio que deve chegar aqui durante o Mundial”.

Grace também afirma que ainda há a previsão de cinco mil holandeses, 6.500 turistas alemães, além de croatas e suíços, que devem vir a Salvador. “Enfim, teremos uma cidade colorida com todas as cores das delegações que devem passar pela Bahia e estaremos prontos para atendê-los”.


Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Nenhum comentário: