LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Marcelino Galo defende Região Metropolitana e critica ACM Neto


Marcelino Galo defende Região Metropolitana e critica ACM Neto

 

Relator da lei que criou a Entidade Metropolitana de Salvador, encarregada de fiscalizar serviços públicos e promover o sistema de planejamento metropolitano, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) afirmou que o prefeito ACM Neto não tem clareza sobre o significado de uma região metropolitana. De acordo com o petista, a matéria aprovada ontem na Assembleia Legislativa vai facilitar o planejamento urbano e fortalecer a integração e o desenvolvimento da Região Metropolitana de Salvador.
"Falta clareza a ACM Neto a respeito do que significa uma região metropolitana. Eles tentam superestimar como se Salvador tivesse capacidade para resolver seus problemas de forma isolada. Estão promovendo um debate desqualificado. O povo de Salvador é muito inteligente para cair nesse debate rasteiro", alfinetou Galo. De acordo com Marcelino, a legislação era necessária, tendo em vista que a Região Metropolitana, criada desde 1973, precisava ser regulamentada.   
"Isso vai permitir integrar, planejar e governar a Região Metropolitana de Salvador por meio de um conselho com a participação paritária entre o estado e os municípios que a compõe, racionalizando a oferta de serviços públicos como o saneamento básico, transporte, a habitação popular, dentre outros", observou. "Agora temos um Fundo de Mobilidade e de Modicidade Tarifária do Transporte Coletivo, além de um fundo de desenvolvimento para essa região. Isso permitirá também que avancemos na questão da mobilidade urbana de forma mais eficiente e eficaz, com foco na melhoria da qualidade dos serviços e de vida da população", pontuou o petista.
A nova lei institui ainda o Fundo de Mobilidade e de Modicidade Tarifária do Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Salvador (FMTC) e o Fundo de Desenvolvimento Metropolitano da Região Metropolitana de Salvador. 
 
 
Foto arquivo.divulgação.

 

Assessoria de Imprensa Deputado Marcelino Galo (PT)
Telefones: 3115- 5596 / 
Daniel Ferreira (71) 883509-29 (claro) - 9637-3154 (vivo) / Keila Ramos (71) 8728-7621.

Nenhum comentário: