LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

terça-feira, 8 de julho de 2014

Dilma derrota o "caos" anunciado

Por Chico Simões, no blog Viomundo:


Não foi a Copa que recuperou Dilma nas pesquisas. Não foi Dilma que "pegou carona na aprovação da Copa". Dilma é a governante e a gestora que tem grande responsabilidade pelo sucesso da Copa das Copas.

É esse sucesso da Copa que derrotou o terrorismo da imprensa e do esquema PSDB/DEM contra Dilma.

Um ano de "chuva ácida", irresponsável, não resistiu aos 15 dias da primeira fase da Copa! É isso que diz o Datafolha! E é disso que fogem seus analistas.

Erra feio, ou melhor, manipula feio, o senhor Ricardo Mendonça, do jornal "Folha de São Paulo", ao dizer que a presidenta Dilma pega carona na aprovação do evento.

Primeiro, disseram que os estádios não ficariam prontos e que os atrasos nas obras de mobilidade urbana (aeroportos, metrôs, vias etc.) gerariam um caos.

Segundo, falaram que a corrupção iria manchar a imagem do Brasil: até agora, nem no TCU, nem na CGU ou outra sindicância feita, há qualquer laudo conclusivo de superfaturamento em obras sob controle do governo federal. A não ser nas obras de responsabilidade dos governos estaduais e das capitais, onde – de fato – há problemas; como na obra do Mineirão e na contratação, sem processo licitatório e por absurdos 18 milhões de reais, de um escritório de arquitetura de um amigo de Aécio.

Terceiro, mentiram sobre a retirada de recursos da saúde e da educação para obras dos estádios.

Quarto, venderam o terrorismo da insegurança, da criminalidade e das manifestações. Falharam de novo.

É preciso discutir os legados positivos, as pendências e coisas negativas da Copa. Mas, a Folha de São Paulo e assemelhados não têm autoridade para isso.

Agora, que o povo aprovou, que os turistas estrangeiros e nacionais aprovaram, que a imprensa mundial aprovou, chegam os "profetas do acontecido" com suas análises farsescas.

Não! A Dilma não pegou "carona" no sucesso da Copa!

Dilma Rousseff, ao contrário, é a responsável pelo único atraso ocorrido na Copa: O ATRASO DO CAOS ANUNCIADO, QUE NÃO FICOU PRONTO, NEM FICARÁ!

Ou seja, Dilma Rousseff derrotou o "caos" anunciado e o pessimismo da direita!

Ah, e se a seleção brasileira não for campeã, lembro que não é a presidenta que escala time, monta tática ou bate pênalti.

Vamos lá seleção!

* Chico Simões é médico e ex-prefeito de Coronel Fabriciano, Minas Gerais.

​Grifo em amarelo é responsabilidade do Blog Elinalva vê, lê e recomenda
Recebido por e-mail​

Nenhum comentário: