LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Assembleia Legislativa aprova Título de Cidadã Baiana para Beth Wagner


na para Beth Wagner

 
A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou por unanimidade, na quarta-feira (21), o projeto do deputado estadual Marcelino Galo (PT) que concede o título de cidadã baiana à ex-vice-prefeita e secretária de Educação de Salvador na gestão Lídice da Mata (1993-1996), Beth Wagner. Carioca, Beth Wagner reside em Salvador há mais de 30 anos. Em 1989 foi eleita vereadora de Salvador, quando participou ativamente das comissões da mulher e do meio ambiente, destacando-se pelas contribuições à Lei Orgânica do Município.  No ano seguinte formou com Lídice da Mata e Salete o famoso trio político de esquerda, as "Três Marias", na disputa pelo governo do estado.
A economista, cientista política, ambientalista, militante da política, cultura e das artes, como frisa Galo, assumiu em 2007 a direção do Instituto do Meio Ambiente da Bahia, liderando outra gestão de sucesso, quando foram batidos recordes de licenças emitidas, sem, entretanto, descuidar da qualidade ambiental. Foi na sua gestão, que a Bahia de Todos os Santos ganhou um Programa de Gestão Integrada. Cursos de mudanças climáticas e construção sustentável entraram na pauta e a Bahia ganhou o Memorial do Meio Ambiente Professor Milton Santos, único no país. À frente da educação, na capital, teve papel importante também na implementação do Plano Decenal, da 1ª Conferência Municipal, da introdução da pedagogia inter-étnica, da educação ambiental e da eleição de diretores. 
"Notável também é a sua contribuição para o desenvolvimento da cultura e das artes na Bahia, onde, com sua militância, defende os interesses da dança, da música e de outras linguagens culturais. Apaixonada pela dança, sobretudo, Beth Wagner organiza há 3 anos seguidos a "Semana da Dança" na Assembleia Legislativa, oportunidade em que grupos de dança de toda a Bahia se apresentam nesta Casa Legislativa, fortalecendo o debate sobre investimentos e políticas públicas no parlamento para a cultura baiana", destaca Galo. A data de realização da sessão especial para a entrega do Titulo de Cidadã Baiana a Beth Wagner, contudo, ainda será definida entre o cerimonial da Assembleia Legislativa e o deputado Marcelino Galo.
 
Foto divulgação
 
-- 
Assessoria de Imprensa
​recebido por e-mail​



Nenhum comentário: