LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Missão cumprida. Representação contra Cunha entregue. Cumpra-se a lei

Missão cumprida. Representação contra Cunha entregue. Cumpra-se a lei



Completa-se nesta quarta-feira uma semana desde que o Blog propôs aos seus leitores que endossassem representação ao Procurador Geral da República contra o deputado Eduardo Cunha. No total, 2.212 pessoas deixaram comentários nesta página endossando a representação.

Devido ao prazo para entregar a representação, apenas cerca de 1.700 pessoas foram incluídas no documento. Contudo, tentarei incluir posteriormente as que faltaram.

Viajei a Brasília na última terça-feira, 15 de dezembro, para entregar a representação no gabinete do procurador-geral da República. Fui acompanhado do companheiro sem-mídia Ricardo Grillo e, lá, juntou-se a nós outra companheira sem-mídia, a jornalista Meire Cavalcante, que atualmente está sediada em Brasília. Fomos muito bem recebidos no gabinete do doutor Rodrigo Janot, onde protocolamos a representação.

Abaixo, a foto da visita ao gabinete do PGR e, em seguida, reprodução do protocolo por esse gabinete e pelo MPF, pois, além da entrega diretamente ao doutor Janot fizemos a entrega formal no protocolo eletrônico da Procuradoria.






A data da entrega da representação foi muito feliz, pois ocorreu no dia em que a Polícia Federal deflagrou a operação “Catilinária”, que vasculhou a casa de Cunha e apreendeu material que instruirá o processo penal contra ele.

Você que endossou a representação é agora co-autor de uma iniciativa que deverá chegar à Justiça, somando-se a outras iniciativas similares. Ouso dizer, porém, que a peça endossada pelos leitores desta página será considerada uma das mais consistentes pela Justiça devido ao elevado nível do documento, e sua argumentação inquestionável.

Em suma: fizemos nossa parte. Tivemos coragem e ousadia para não ficarmos apenas no blablablá, nos queixumes. Fizemos o que se impõe à cidadania, que não aceite ser expectadora de uma situação indigna como a que protagoniza o presidente da Câmara dos Deputados. Fizemos história, na última terça-feira.

Agora, cabe às autoridades acolher e dar andamento à representação popular que receberam. Fizemos o que muita autoridade tinha obrigação de fazer e não fez. Podemos nos orgulhar de ter agido como cidadãos responsáveis que recorreram aos seus direitos constitucionais em defesa da cidadania.

*

PS: quero agradecer aos companheiros que me apoiaram na questão do custo dessa iniciativa. Apesar de a causa dizer respeito a todos nós, essa atitude de tantos companheiros e companheiras impedirá que eu arque sozinho com o peso que uma medida como essa acarreta. Um agrande abraço a todos e a todas.

PS 2: a partir de hoje o Blog volta ao normal, com postagens diárias. Ficou restrito por alguns dias ao tema representação contra Cunha devido ao trabalho que a medida gerou.


Fonte: Blog da Cidadania

Nenhum comentário: