LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 7 de março de 2016

Globo me usa para pegar Lula, a blogosfera e se defender


Globo me usa para pegar Lula, a blogosfera e se defender
globo 2
Na última sexta-feira, o jornal O Globo publicou matéria revoltante e infame que envolve este Blog em investigações que a Operação Lava Jato afirma que está empreendendo sobre o vazamento de sua 24ª fase, chamada de operação Aletheia, em alusão à interpretação dessa palavra grega (que significa “verdade”) feita pelo filósofo alemão Martin Heidegger, simpatizante do nazismo, quem interpretou Aletheia como “busca da verdade”.
Uma digressão: o simbolismo de essa operação policial basear-se na visão de um notório simpatizante do nazismo acrescenta mais uma pitada de perplexidade em relação ao que está ocorrendo no Brasil… Mas vamos em frente.
Neste ponto, vale ler a matéria de O Globo publicada no momento em que se desenrolava a operação Aletheia, na última sexta-feira (4).
globo
Como se vê, a matéria sugere uma narrativa do consórcio Globo/Lava Jato que busca criminalizar denúncia feita por este blogueiro de que a 24ª fase da Operação havia sido vazada por ela mesma – ou por algum integrante da operação – para toda a imprensa de São Paulo, conforme transcrição nesta página da denúncia que me fez a fonte sobre as quebras de sigilos de Lula, de seus familiares, de seus amigos, das empresas ligadas à todos esses etc.
É interessante que só alguns vazamentos interessam à Globo e à Lava Jato. Chega a ser hilariante que essa narrativa criminalizadora contra jornalistas (blogueiros) só se interesse por aqueles que vazam o que não interessa ao discurso de Globo e companhia.
Ora, o que foi a recentíssima matéria de capa da revista IstoÉ se não um vazamento gravíssimo que compromete sobremaneira as investigações da Lava Jato?
globo 1
Essa matéria, pela lógica da Lava Jato, pode melar a delação de Delcídio e alertar os que ele teria “delatado”. Cadê o anúncio de investigação pela Lava jato ou pela PF ou seja lá por quem for?
Não há, pois esse vazamento interessa.
Já o editor da revista Época, Diego Escosteguy, mostrou que sabia da operação Aletheia horas antes de ela ser deflagrada, na manhã de sexta-feira. “Quase duas da manhã. Poucas horas para um amanhecer que tem tudo para ser especial, cheio de paz e amor”, publicou Escosteguy no Twitter à 1h49 da madrugada daquele dia. “Vamos observar com atenção as próximas horas. Elas não serão fáceis. Notícias concretas assim que possível…”, escreveu logo depois, à 1h53.
globo 2
Exemplos, porém, são desnecessários. Ocorrem vazamentos sobre a Lava Jato todos os dias nos últimos quase dois anos. Nunca, jamais a Polícia Federal abriu qualquer investigação por moto próprio e nem, muito menos, investigação de vazamento teve publicidade.
Enquanto Globo, Folha, Veja, Estadão publicam vazamentos que prejudicam e enlameiam petistas, maravilha. Agora, quando um Blog de esquerda publica PROVA de que toda a imprensa de São Paulo recebeu da Lava Jato cópia da decisão do juiz Sergio Moro de quebrar os sigilos de Lula etc. (com uma semana de antecedência), a Globo começa a martelar acusações a quem denunciou.
Este blogueiro não escalou nenhum prédio da Polícia Federal, entrou pela janela e tirou de lá os dados que divulgou. Alguém de lá vazou os dados para empresas de mídia de São Paulo e alguém de uma dessas empresas se insurgiu contra o vazamento e o divulgou para este blogueiro. Ou, então, tudo isso foi uma armação para que eu vazasse, como diz o colega blogueiro Rodrigo Vianna,  em post publicado neste domingo.
Ou, então, como diz o deputado Paulo Pimenta, a ofensiva contra este blogueiro é embrião de ambição maior, a de calar a internet, pois é na blogosfera progressista que se fundamenta a resistência ao golpe midiático-partidário-judicial contra o governo do PT, o partido desse governo e seu principal ícone, o ex-presidente Lula.
Seja como for, é evidente que este blogueiro sempre soube que tentariam voltar contra ele a sua denúncia. Após criminalizarem e tentarem prender aquele que já é o maior líder político da história deste país, começarem a calar jornalistas que dizem coisas que desagradam a ditadura oficiosa instalada no país não chega a ser uma surpresa.
Censura é a principal característica das ditaduras. Era só o que faltava para caracterizar a situação do país como ditadura formal. E com a ofensiva da polícia política contra este e, em breve, contra outros blogueiros, não falta mais nada. A partir dos próximos dias, o Brasil tornar-se-á uma ditadura-padrão , das que cala, prende e arrebenta. Meio século depois, o Brasil volta a ser alvo daqueles que preferem a força bruta à política.

Nenhum comentário: