LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Richa reintegrou fazenda de ex-diretor da Petrobras que teve conversas com Jucá gravadas

Richa reintegrou fazenda de ex-diretor da Petrobras que teve conversas com Jucá gravadas

 Machado

Do Blog do Esmael Morais
A reintegração de posse da fazenda Santa Maria, na semana passada, em Santa Terezinha do Itaipu, Oeste do Paraná, bateu o recorde de tempo no governo Beto Richa (PSDB). O general da desocupação da propriedade foi o chefe da Casa Civil,Valdir Rossoni (PSDB), que ato contínuo chamou os trabalhadores sem terra de “vagabundos” numa entrevista na rádio CBN Cascavel.
O diabo é que a fazenda reintegrada pelo governo Richa pertence aos irmãos Sérgio e Licínio Machado, ambos investigados pela operação Lava Jato, cujas conversas do primeiro gravadas com o ministro interino do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR), foram divulgadas hoje (23) pela Folha de S. Paulo e repercutidas noBlog do Esmael.
Sérgio Machado, afiliado político do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobrás, discutia com Jucá estratégias para barrar as investigações da Lava Jato com a participação de ministros do Supremo Tribunal Federal. Eles confessaram que o impeachment da presidenteDilma Rousseff (PT) era uma artimanha para livrá-los das garras do juiz Sérgio Moro.
Agora, lideranças do MST querem saber o motivo de Rossoni — e por consequência Beto Richa — mandar fazer a reintegração de posse da área de forma tão rápida…
Aliás, na conversa gravada entre Jucá e Machado, o ministro interino diz que o MST está sendo monitorado para não perturbar. “Estão monitorando o MST, não sei o quê, para não perturbar”.

Nenhum comentário: