LULA 2018

"Lula é odiado porque deveria dar errado e deixar em paz as elites para seguirem governando o Brasil por muito tempo. Um ódio de classe porque ele é nordestino, de origem pobre, operário metalúrgico, de esquerda, líder máximo do PT, que deu mais certo do que qualquer outro como presidente do Brasil. Odeiam nele o pobre, o nordestino, o trabalhador, o esquerdista. Odeiam nele a empatia que ele tem com o povo, sua facilidade de comunicação com o povo, a popularidade insuperável que o Lula tem no Brasil. O prestígio que nenhum outro político brasileiro teve no mundo", diz Emir Sader, em resposta aos que já o apontam como ameaça à democracia, de olho em 2018; "Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia"

REVISTA BR247 EDIÇÃO #29 - 6 DE MARÇO DE 2015

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Entrevistas bombásticas de Ciro Gomes sobre o golpe contra o PRESAL, os aliados dos EUA FHC e Michel Temer, o "phona" informante dos EUA e testa de ferro da bandidagem no Brasil


Entrevistas reveladoras de Ciro Gomes EUA estão por trás do golpe 

CIRO GOMES DENUNCIA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DESDE A NOVA REPÚBLICA E O GOLPE INTERNACIONAL CONTRA O PRESAL E CONTRA AS MAIS DESTACADAS PETROLÍFERAS DO PLANETA (PETRONAS, PETROBRAS, STATOIL, PDVSA)



ENTREVISTA DE CIRO GOMES NA SBT DENUNCIANDO JOSÉ SERRA E TEMER SÃO OS INFORMANTES DA CIA: NA MIRA O PRESAL DO BRASIL!!

 
 
image
 
 
 
 
 
Democracia & Política: EUA E PRÉ-SAL POR TRÁS DO ...
[ENTENDA A ORIGEM DE TODA A CAMPANHA NA MÍDIA E OPOSIÇÃO CONTRA LULA E DILMA: ELES VIRARAM ALVO DAS GRANDES CORPORAÇÕES I...
Visualizado por Yahoo
 


O BRASIL TEM QUE SE LIVRAR DESSA QUADRILHA POLÍTICA DO PMDB, PTB, PPS, DEMOS E TUCANOS, DOS 300 PICARETAS, OS ANÕES DO CONGRESSO E DO "PHONA" MICHEL TEMER, TESTA DE FERRO DA BANDIDAGEM NO BRASIL INFORMANTE DOS EUA E BRAÇO DIREITO DE FHC NAS PRIVATARIAS, ELES REINAM NA CORRUPÇÃO DESDE A NOVA REPÚBLICA DE SARNEY.


O GANGSTER EDUARDO CUNHA ROUBOU HUM BILHÃO DE REAIS E DIVIDIU COM UMA CENTENA DE CORRUPTOS QUE TEM RABO PRESO: CUNHA É O MAIOR LADRÃO DA REPÚBLICA JÁ CONHECEU COM 240 MILHÕES DE REAIS EM CONTAS SECRETAS NA SUÍÇA, SUA PRISÃO É UMA QUESTÃO DE TEMPO. A JUSTIÇA DA SUÍÇA SE EMPENHA NA PRISÃO DE EDUARDO CUNHA, JANOT RECEBEU TODOS OS DOCUMENTOS PARA PRENDE-LO, SÓ NÃO O FAZ POR RAZÃO POLÍTICA.

MICHEL TEMER É O "PHONA", O TESTA DE FERRO DA BANDIDAGEM E DA ESPIONAGEM NORTE-AMERICANA. 



CIRO GOMES: "MORO É CUNHA E CUNHA É MORO!"

MORO FOI TREINADO PELA CIA EM 2009 NO "BRIDGE PROJECT" (O PROJETO PONTES QUE TREINOU JUÍZES DE HONDURAS, PARAGUAI E BRASIL EM "PRÁTICAS COERCITIVAS JUDICIÁRIAS INQUISITÓRIAS E MANUAL DE TORTURAS PSICOLÓGICAS DA CIA". OS TRÊS PAÍSES FORAM ALVOS DE GOLPES JUDICIÁRIOS E PARLAMENTARES PARA INVALIDAR ELEIÇÕES DEMOCRÁTICAS


O GOLPE É CONTRA A SOBERANIA, A DEMOCRACIA (INVALIDAR ELEIÇÕES VOTOS POPULARES) E A ENTREGA DO PRE-SAL PARA OS EUA, PORTANTO NÃO É UM GOLPE CONTRA A PRESIDENTE E SIM CONTRA A SOBERANIA NACIONAL.




REQUIÃO DENUNCIA SEPULTAMENTO E OPERAÇÃO ABAFA DO ESCANDALO BANESTADO POR SERGIO MORO E ANTERO PAES DE BARROS EM 2003 : PRESAL SERÁ A SOLUÇÃO PARA TODAS AS MAZELAS BRASILEIRAS. 


REQUIÃO DENUNCIA EM DISCURSO NO SENADO: O ESCANDALO BANESTADO FOI O MAIOR CRIME DE CORRUPÇÃO DA REPÚBLICA

A "OPERAÇÃO MACUCO" DOS DELEGADOS JOSÉ CASTILHO NETO E VICENTE CHELOTTI (1997-1999) FOI A MAIOR INVESTIGAÇÃO CRIMINAL DE TODOS OS TEMPOS, ABAFADA E RECHAÇADA PELO VAGABUNDO FHC O TRAIDOR QUE ENTREGOU UM PATRIMÔNIO NACIONAL DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES (60 TRILHÕES DE REAIS) PARA O CAPITAL ESTRANGEIRO EM TROCA DE 125 BILHÕES US$ EM PROPINAS PARA A QUADRILHA POLÍTICA DE LESA-PÁTRIAS EM CONTAS SECRETAS NOS PARAÍSOS FISCAIS. 

OS LIVROS "FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO" (Henrique Fontana), "A PRIVATARIA TUCANA" (Amaury Júnior), "O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC" (Larissa Bertone), mostram com riqueza de detalhes o caminho das 238 contas secretas no ESQUEMA BANESTADO mantido abafado por 20 anos pelo judiciário do Paraná. ESSE FOI SEM DÚVIDA O MAIOR CRIME DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL E O MAIOR CRIME DE LESA-PÁTRIA DA NAÇÃO QUE DEU ORIGEM À LAVA-JATO 15 ANOS MAIS TARDE PARA SEPULTAR ESSA SEMENTE DA CORRUPÇÃO "BANESTADO" OPERADA ENTRE 1995 E 2002 NO PARANÁ, ENVOLVE OS MESMOS JUÍZES, OS MESMOS 70 DOLEIROS COORDENADOS POR YOUSSEF E OS 300 POLÍTICOS LESA-PÁTRIAS, ENTREGUISTAS, CORRUPTOS E PICARETAS.  



AS PRIVATARIAS LEVADAS A CABO POR FHC DOARAM 137 EMPRESAS NACIONAIS PARA O CAPITAL ESTRANGEIRO EM TROCA DE 125 BILHÕES DE DÓLARES EM PROPINAS NOS PARAÍSOS FISCAIS PARA 130 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS

CEARÁ 247- EM ENTREVISTA DE CIRO GOMES NO DCM FALA SOBRE O GOLPE, CUNHA, TEMER, MORO E LULA

 

:
O pedetista exaltou as qualidades de Luiz Inácio Lula da Silva com o setor privado e nas obras de transposição do Rio São Francisco em oposição à visão ecológica "hipócrita" de Marina Silva. Mas foi também duro com o ex-presidente. "Os caras sempre fizeram a safadeza. Daí subiu Lula, o novo rico, pra assumir o ringue. Foi um recém-chegado na putaria estabelecida e achou que não ia pegar nada nele. Fora os delírios de grandeza", comentou Ciro
9 DE MAIO DE 2016 ÀS 11:45 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram
Ceará 247 - Em entrevista ao Diário do Centro do Mundo, Ciro Gomes (PDT), durante o evento do Mídia NINJA chamado "Precisamos Falar de Política",ele debateu o golpe, a crise econômica, a construção de Belo Monte e os problemas sociais recentes. O pedetista que atualmente presta serviços para a CSN e mora em São Paulo, fala como candidato em 2018, mas não confirma.
A filósofa e militante negra Djamila Ribeiro e o produtor cultural Claudio Prado fizeram uma discussão acalorada sobre preconceitos, machismo, feminismo e a falta de mais políticas que permitiram a ascensão conservadora nos anos do PT no poder.
Apesar da acidez e dos longos discursos no microfone, Ciro arrumou tempo para abraçar fãs e tirou fotos com quem estava no evento. "Todo mundo diz que eu sou coronel do nordeste, mas na verdade eu vim de uma família de funcionários públicos", frisou.
Ciro Gomes também exaltou as qualidades de Luiz Inácio Lula da Silva com o setor privado e nas obras de transposição do Rio São Francisco em oposição à visão ecológica "hipócrita" de Marina Silva. Mas foi também duro com o ex-presidente.
"Os caras sempre fizeram a safadeza. Daí subiu Lula, o novo rico, pra assumir o ringue. Foi um recém-chegado na putaria estabelecida e achou que não ia pegar nada nele. Fora os delírios de grandeza", comentou Ciro.
Apesar das críticas e de encarar como certo o golpe de Michel Temer para destituir Dilma Rousseff do cargo de presidente, ele se mostrou otimista com a cassação de Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados. Ação que foi encabeçada pelo ministro Teori Zavascki do STF, a despeito de uma sessão marcada no mesmo dia para debater o assunto.
"É um dia que podemos comemorar sim. Claro, faremos isso sabendo que o país não se encontra nada bem e que há limite para agradecer por isso", resumiu.
O DCM conversou com Ciro Gomes. Falamos sobre detalhes de sua candidatura, qual sua opinião sobre o começo das investigações pedido por Rodrigo Janot contra Lula e Dilma, além de suas especulações sobre o futuro de Eduardo Cunha.
DCM: Se o senhor por acaso tentar a presidência da República, qual será a sua plataforma de governo? Tentará fazer a reforma política diante do Congresso corrupto?
Ciro Gomes: Não serei candidato por acaso (risos), só se eu realmente achar que devo tentar. Para chegar ao governo, proponho duas plataformas. Uma delas se desdobra em três características.
A primeira plataforma que eu vou defender é a fiscal, que vira também as reformas tributária e previdenciária. Essa minha defesa é pela recuperação econômica plena depois de uma péssima gestão do Joaquim Levy no ministério da Fazenda.
A outra grande proposta que quero fazer é a reforma política. As instituições representam atualmente a nossa sociedade. Para mudá-la, só colocando o povo na equação. Ao assumir a cadeira presidencial, você precisa arrumar a casa em seis meses, resolvendo conflitos inclusive.
Os presidentes precisam se colocar como chefes de Estado, mediando os embates de ideias. No entanto é necessário não ter paixões para manter um distanciamento para não fazer uma reforma política na conveniência do seu projeto de poder. A opinião do presidente não pode ter prevalência. A dinâmica deve ocorrer dentro do Congresso.
Se o impasse da reforma política permanecer, deve-se convocar a população. Daí resolve-se através de plebiscito ou referendo.
DCM: No debate o senhor falou que o afastamento de Cunha é motivo de comemoração. Por quê? E o fato dele ainda não ter sido condenado?
CG: Acho que as coisas tem um valor em si. Estamos todos na eminência de um golpe e isso é passional. E péssimo. Falta um anjo vingador para nos salvar da tragédia que está se desenhando. Isso eu entendo.
Só que, quando o Eduardo Cunha é ciclicamente vitorioso, premiado pelas práticas mais calhordas e gangsteristas já vistas, ele passa o atestado que a política virou um pardieiro sem exceções. Isso destrói a cabeça de um jovem que tiver esperança em ter uma participação nesse meio.
Por isso eu acho a saída do Eduardo Cunha tem seu valor, embora o céu não esteja mais perto em decorrência disso.
DCM: O senhor leu a liminar pedindo a cassação do ministro Teori Zavascki?
CG: Li as 74 páginas mais cedo e é notável a peça de Teori. É o único precedente na história brasileira do Supremo Tribunal Federal afastar o presidente da Câmara durante seu mandato. Isso não foi pouca coisa, por mais que a gente desejasse tudo antes.
Não há nada comparável na literatura jurídica. O que ele fez foi um voto irrespondível, mostrando que um ministro do Supremo recebeu a denúncia e conseguiu afastá-lo de fato. Um presidente da República poderia ser afastado desta forma. É lastimável que o Senado não tenha passado por um processo similar.
Essa investida do Teori Zavascki está em sintonia com o melhor do Direito Constitucional a nível global. Sou ex-professor nessa área e posso dizer isso. A imunidade do mandato popular deve ser para o objetivo público, não para fazer ou desfazer e muito menos para achacar pessoas, como Cunha fez. Vale a pena ler a peça porque eu nem fazia ideia da quantidade de besteiras do presidente da Câmara havia feito de fato.
DCM: Depois de tudo que o Cunha aprontou pelo golpe, não é muito fácil o Teori Zavascki agora pedir seu afastamento? O Supremo não demorou muito?
CG: O STF é o que ele é que ele é. Tirando Marco Aurélio Mello, recomendação do Collor, o Gilmar Mendes, do FHC, e o Celso de Mello, do Sarney, todos os ministros foram recomendações do Lula e da Dilma. Sabe quando uma Suprema Corte de um país como a Suécia atropela os poderes interdependentes para cassar o mandato do presidente da Câmara? Eu não conheço nada similar. Fui professor de Direito Constitucional e sei do que falo.
O ministro Teori agiu por conta dos abusos claros deste bandido chamado Eduardo Cunha e por uma pressão muito clara das ruas, das manifestações. É só por isso que essa cassação aconteceu no momento em que aconteceu. Este acontecimento é exótico e não é sequer desejável. O que deveria ocorrer é a gente eleger corretamente os caras.


Recebido por e-mail

Nenhum comentário: